sexta-feira, 30 de abril de 2021

Para Uma Introdução Ao Tema JESUS (BÍBLIA) X ISSA (ALCORÃO)



1/ Este artigo serve de INTRODUÇÃO a um  longo estudo que publiquei em 2016. O referido estudo consta da minha Série EM DEFESA DA BÍBLIA  (Confira, abrindo os LINKS 01 e 02) e analisa o tema nos seus pormenores. Este, porém, visa apenas chamar a atenção do leitor e prevenir os cristãos quanto ao livro tido por sagrado pelo Islam.

No Alcorão, sobre Jesus, o que temos?

- NARRATIVAS BÍBLICAS, as quais foram plagiadas e, no geral, com distorções.

- NARRATIVAS DE OUTROS LIVROS RELIGIOSOS não considerados inspirados. E até estes também, além de terem sido plagiados com distorções, tal como as Escrituras bíblicas:  desmentem o Alcorão.

Dos PLÁGIOS e distorções das Escrituras (Assim como de outros livros religiosos e até de literatura pagã, que faz o Alcorão.) pode o leitor se inteirar, abrindo os LINKS 03 e 04


2/ Temos, nos PRINTS abaixo, a publicação bem intencionada de alguém que procurou saber o que diz o Alcorão sobre Jesus. Ser devidamente informado é bom. Mas, discernir as fontes da informação e se a mesma é verdadeira é de importância capital. 

E por quê?

Está escrito:

"Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo."

(PRIMEIRA CARTA DE JOÃO 4:1)



3/ O ALCORÃO É UM LIVRO ANTICRISTÃO.

E para o devido DISCERNIMENTO, precisamos entender que um ANTICRISTO não é necessariamente quem FALA MAL de Jesus. Pode ser quem, apenas na aparência, DIZ O "BEM". Seja profeta, pregador, livro tido por sagrado ou religião. 

i - UM ANTICRISTO

pode dizer a VERDADE (Tal como Satã fez com Jesus, até citando as Escrituras bíblicas...), porém, com a INTENÇÃO de distorce-la.

Ex.: Alcorão até fala verdade, quando faz PLÁGIO das Escrituras bíblicas, afirmando uma verdade. Na SURA 3:45, o Alcorão reconhece a Jesus como o VERBO (de Deus) e o MESSIAS. 

O autor, óbvio, não tem a noção do que está falando (EVANGELHO DE JOÃO 1:1-14, etc.) Mas, reconhece a Jesus como o Verbo. E reconhecer a Jesus como o Messias, também implicaria em aceitá-lo como o Salvador. Mas, isso, o Alcorão supõe poder negar.

ii - UM ANTICRISTO

pode dizer meia-verdades. O Alcorão diz que Jesus foi profeta (ou seja exerceu o ministério profético.). Mas... quer fazer supor que profeta seja uma CATEGORIA e não apenas uma FUNÇÃO.

O autor do Alcorão (E não pode ser Deus!) não sabia (Ou se "esqueceu" por má-fé?): o Senhor Deus, na TORAH (Gênesis 3) foi quem entregou a primeira profecia. E não deixou de ser Deus.

iii - UM ANTICRISTO

pode dizer mentiras descaradamente a respeito de Jesus. O Alcorão faz isso, negando que Jesus é o Salvador. E, para tanto, quis negar até a CRUCIFICAÇÃO, na Sura 4:157-158.

- Mesmo Jesus tendo feito a PREDIÇÃO (E será que o VERBO de Deus iria mentir?) de sua morte e ressurreição (EVANGELHO DE  MATEUS 16, etc.).

- Mesmo Ele tendo apresentado, após a ressurreição, as MARCAS da Crucificação aos discípulos (JOÃO 20:24-29):

"24 Tomé, chamado Dídimo, um dos Doze, não estava com os discípulos quando Jesus apareceu.

25 Os outros discípulos lhe disseram: "Vimos o Senhor!" Mas ele lhes disse: "Se eu não vir as marcas dos pregos nas suas mãos, não colocar o meu dedo onde estavam os pregos e não puser a minha mão no seu lado, não crerei".

26 Uma semana mais tarde, os seus discípulos estavam outra vez ali, e Tomé com eles. Apesar de estarem trancadas as portas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: "Paz seja com vocês!"

27 E Jesus disse a Tomé: "Coloque o seu dedo aqui; veja as minhas mãos. Estenda a mão e coloque-a no meu lado. Pare de duvidar e creia".

28 Disse-lhe Tomé: "Senhor meu e Deus meu!"

(EVANGELHO DE JOÃO 20)


4/ E POR QUE O ALCORÃO FEZ O QUE FEZ? 

Por que o deus e o profeta do Alcorão são DESENCAMINHADORES dos homens para a perdição. E, agora, se pergunte: fazendo eles a vontade de quem?

A resposta está no último tópico. 


5/ JESUS (YESHUA) X O "JESUS" (ISSA OU ESAÚ) DO ALCORÃO:

Já percebeu que no Alcorão e no Árabe até a TRADUÇÃO do nome de Yeshua (Jesus) está errada?

Yeshua significa O Senhor (YHWHE) salva.

Mas....

Por que, no Alcorão, até a tradução do nome de YESHUA (Jesus) foi traduzida errado?

Desinformação ou má-fé?

Desinformação, no caso de   Muhammad (Maomé) teria sido analfabeto. 

Já a má-fé, no sentido de o livro querer dizer:

a) Verdades bíblicas, mas, com a intenção de distorce-las;

b) Meia-verdades e acho não ser preciso explicar o porquê (1 JOÃO 4:1-6)

c) Mentiras descaradas, como nas SURAS 4:157-158, 9:30, etc. Até porque Satanás, disse Jesus, é mentiroso e homicida, desde o princípio, e nunca se firmou  na verdade (JOÃO 8:43-44)


6/ O ALCORÃO QUIS NEGAR SER JESUS O SALVADOR.

Mas, o que as Escrituras bíblicas dizem, a começar pelo próprio nome Dele?

O que disseram os anjos?

E o que afirmou o próprio Jesus?

O leitor poderá saber, abrindo o LINK 05.


7/ POR ÚLTIMO, UMA DEMONSTRAÇÃO

de por que o Alcorão é um livro anticristão. E que, embora aparentemente fale bem de Jesus, mente descaradamente a seu respeito, negando o essencial:


"QUESTIONE DURAMENTE O MUSLIM:

- Afinal, que deus Allah é esse? 

- Ele faz o que Satanás quer!...


1 - ALCORÃO, Sura 4:60:

"Não reparaste, ó Mohammad, naqueles que clamam em crer no que (te) foi revelado (o Alcorão) e no que foi revelado aos que te antecederam (...). O Satanás quer desvia-los profundamente". 

 2 - ALCORÃO, Sura 7:178-179 - HN:

"Quem Allah guia é o guiado. E aqueles a quem ELE DESENCAMINHA, esses são os perdedores. E, com efeito, DESTINAMOS para a Geena muito dos jinns e humanos. (...) Esses são os desatentos."

3 - O QUE TEMOS, ENTÃO? 

- O que Satanás deseja (Desviar os homens para a perdição.) o SER que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão faz. 

- Temos, portanto, uma EVIDÊNCIA  de pra QUEM Allah ora e diz adorar? Além disso, o que a CONDUTA de Muhammad nos diz (P. ex., o seu uso da mentira para o assassinato de inocentes, caso da SURA 9:30)??? 

- ALCORÃO, Sura 1:5-6:

"Só a Ti adoramos e só de Ti imploramos. Guia-nos à senda reta."

Nota: 

PRA QUEM Allah ora e diz adorar? A senda seria "reta", mas, aos  olhos de quem? Do Deus verdadeiro ou do Enganador? E  agora, Islam? Aos amantes da verdade, FICA A DICA."

Obs.: Este último tópico foi retirado do meu artigo "Só Para Os Líderes E/Ou Cristãos Espiritualmente Responsáveis (V): MONOTEÍSMO OU SATANISMO TRAVESTIDO DE RELIGIÃO??? (Sete Questionamentos Aos Seguidores Radicais da Religião Que Mais Cresce, Historicamente Combatendo A Fé Cristã)".

Confira, abrindo o LINK 05.

LINKS:

1 - EM DEFESA DA BÍBLIA: A Série:

http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/11/em-defesa-da-biblia-serie.html

2 - + REFUTAÇÃO: O JESUS BÍBLICO X O "JESUS" DAS RELIGIÕES:

 http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/11/em-defesa-da-biblia-06-resolvendo.html

3 - ALCORÃO: APONTAMENTOS (Para Uma Crítica Interna & Externa):

APT. 11

- A QUESTÃO CRÍTICA INTERNA 01: PLÁGIO 

- QUESTÃO:

Seria Deus dotado de um extremo mau gosto literário?

 E inescrupuloso, ao ponto de fazer apropriações indevidas de obras alheias, inclusive da literatura pagã, para dar-lhes o status de (nova) revelação divina??

 E a verdade no Alcorão: um detalhe irrelevante ou valor absoluto???https://missaoimpactar.blogspot.com/2018/10/cap-11.html?m=1

4  - Livro: O ISLAM MENTIU PRA VOCÊ. E AGORA?

https://missaoimpactar.blogspot.com/2020/12/e-ai.html?m=1

5  - CERTEZA DA SALVAÇÃO? SÓ EM JESUS! E O Islam Mente, Quando Diz O Contrário. E Você? Tens Medo do Coronavírus???

.https://missaoimpactar.blogspot.com/2020/04/certeza-da-salvacao-so-em-jesus-e-o.html?m=1

6 - Só Para Os Líderes E/Ou Cristãos Espiritualmente Responsáveis (V): MONOTEÍSMO OU SATANISMO TRAVESTIDO DE RELIGIÃO??? (Sete Questionamentos Aos Seguidores Radicais da Religião Que Mais Cresce, Historicamente Combatendo A Fé Cristã)

https://missaoimpactar.blogspot.com/2021/04/monoteismo-ou-satanismo-travestido-de.html?m=1


7 - 


IMPORTANTE:

Caso o leitor queira nos abençoar, leia
ESTE MINISTÉRIO APOLOGÉTICO & SUA COOPERAÇÃO, publicado em AGOSTO de 2019:
https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/08/este-ministerio-apologetico-sua.html?m=1 
Obs.: não abrir, copie e cole o link na página de busca do Google ou o acesse, neste blogue, pela data da publicação.

"Pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo."
(2 CORINTIOS 6: 10)

O JESUS (YESHUA) BÍBLICO NÃO É O "JESUS" (ISSA OU ESAÚ) DO ALCORÃO



IMPORTANTE: Este artigo, intitulado  "
+ REFUTAÇÕES: O Jesus Bíblico X O "Jesus" das Religiões ", integra  EM DEFESA DA BÍBLIA: A Série, publicada neste blog em 2016.
- LINK:


Seria o Jesus bíblico o mesmo de outras religiões? Este artigo procura responder a questão, tendo em vista àquela em maior crescimento na atualidade. E, nos dias de hoje, alvo de muitas especulações: o Islamismo.
Como eu afirmo num dos meus livros, o Islamismo é um realidade no Ocidente. E vai ocupando o espaço, deixando por uma igreja cristã refratária ao avivamento, porque o sem amor apologética pela verdade.   

   
O TEXTO QUE SE SEGUE foi extraído de um dos meus livros, A BÍBLIA & O ISLÃ: 50 PERGUNTAS (Cujas Respostas Precisam Soar Mais Alto Que O Silêncio Islâmico & do Que As Contradições Corânicas). E a sua pertinência, a essa altura de EM DEFESA DA BÍBLIA: A Série, se explica pelo seguinte:
 "A polêmica é uma dentre outras possibilidades da Apologia. E esta, nada mais que uma forma de diálogo, através do qual se busca o convencimento da outra parte. É preciso, então, que fique bem claro aos desavisados e àqueles que se apressam em formar juízo sobre o que deveriam melhor se inteirar: o ministério apologético, óbvio que passível de incompreensões, não fomenta o ódio entre religiões ou coisa quaisquer do gênero. Antes, pelo contrário, empenha-se no necessário estabelecimento da verdade, em seu caráter de valor absoluto, jamais relativo, quando há opiniões em conflito".

É o que digo na Introdução do meu RESPOSTA AO ISLÃ (O Que Todo Cristão Precisa Saber Sobre O Islamismo & Sobre A Sua Própria Fé) - Volume 02. Oro para que a leitura se lhe faça o mais proveitosa e esclarecedora possível; sabendo-se que a maior arma de um cristão nos dias de hoje é a verdade. E, de acordo com as Sagradas Escrituras (Leia-se: Bíblia.), não apenas o Jesus bíblico NÃO é o mesmo do Islamismo. A própria concepção do que sejam Deus, profeta e livro sagrado se colocam, também, em EVIDENTE CONFLITO. Caso o leitor queira se inteirar do essencial sobre esses outros temas, aconselho a abrir o link de SOBRE O ISLÃ: QUATRO QUESTÕES, ao final deste artigo.
.

“SABIA MAOMÉ (Ou Quem Em Verdade Escreveu O Alcorão.) SOBRE O QUÊ EXATAMENTE ESTAVA FALANDO,
QUANDO FAZ REFERÊNCIA AO EVANGELHO (Injil)?

I– Um Autor (O Corânico) Definitivamente Incompetente
.
Conforme eu escrevo no meu RESPOSTA AO ISLÃ – Vol. 01, reproduzindo informações de Jay Smith, em seu Evidências Para A Autoridade da Bíblia:
SÃO TRÊS OS MANUSCRITOS DOS MAIS ANTIGOS DAS ESCRITURAS SAGRADAS de judeus e dos cristãos (A Bíblia.), conforme a temos até os dias de hoje:
1 – O CÓDICE ALEXANDRINO, disponível no Museu Britânico, Londres;
2 – O CÓDICE SINÁITICO, também disponível no Museu Britânico;
3 – O CÓDICE VATICANO, disponível na Biblioteca do Vaticano e datado do século IV (anos Trezentos d.C.), assim como os demais.
(...)
ESTES CÓDICES (OU MANUSCRITOS DA BÍBLIA NA SUA TOTALIDADE) SÃO A PROVA IRREFUTÁVEL de que as Escrituras Sagradas nas mãos dos judeus e dos cristãos, já há DUZENTOS ANTES DE MAOMÉ (570-622 d.C.), eram o Novo e o Velho Testamento que conhecemos.
.
A estes três códices, nos informa Smith, agrega-se duas dezenas milhares  de traduções e versões de porções da Bíblia, em mais de dez idiomas, inclusive o Árabe, todos eles precedentes a Maomé.
Eu poderia discorrer aqui sobre a formação do Novo Testamento (Critérios de escolha dos seus vinte e sete livros, todos eles publicados e em circulação na igreja cristã, desde o século I, etc.), como faço na minha obra, mas não vem agora o caso. Mas IMPORTA TAMBÉM SABER de que somos informados, através das Tradições Islâmicas DA TRADUÇÃO DO EVANGELHO PARA O ÁRABE, por um primo de Maomé. 
A despeito destas informações, verifica-se, numa leitura comparativa do Novo Testamento com o Alcorão (E os Evangelhos, principalmente.) o seguinte: o Jesus da Bíblia (Profetizado mais de trezentas vezes no Antigo e testificado incontestavelmente no Novo.) não são os mesmos. Não apenas no que diz respeito aos seus feitos e ensinamentos; mas, e sobre tudo, na percepção de Sua pessoa (divina) e obra redentora. E nesse quesito reside o maior antagonismo entre a Bíblia e o Alcorão.
.
Seria bíblico o Jesus corânico?
A IGNORÂNCIA CORÂNICA A RESPEITO DE CRISTO começa pela tradução do nome Jesus (Yeshua no Hebraico.) para o Árabe: Issa. ISSA JAMAIS  SIGNIFICOU JESUS; ou Josué, ou Deus salva, no sentido de Deus-Salvador. Trata-se de um ERRO GROSSEIRO DE TRADUÇÃO. Um erro à “altura”, digamos, do também GROTESCO ERRO DE MATEMÁTICA VERIFICADO NAS SURAS 4:11-12 e 176. Nestas, os cálculos das partes (da herança) de um inteiro ultrapassam os cem por cento. E voltando à tradução: ISSA SIGNIFICA ESAÚ, que é o nome bíblico do irmão do patriarca Jacó. Real significado do nome e personagem, portanto, nada a ver com o Senhor Jesus Cristo.
.
II– Um  Autor (O Corânico) Teológica  &  Biblicamente Refutável. 
Enquanto o Cristo de toda a Bíblia (Efésios 2:19-20) é Deus e Redentor, Sua condição divina e sacrifício expiatório são veementes negados no Alcorão (Sura 4:157-158, 5:116, etc.). E verifica-se, pela última sura citada, que a compreensão de quem em verdade escreveu o Alcorão sobre a doutrina bíblica da Trindade é também equivocada.
Para o autor islâmico, a Trindade seria formada por Pai, Filho e... Maria! Ora, até para se discordar e refutar algo que julgo errado, eu preciso conhecê-lo com a devida propriedade. Não é o caso de quem em verdade escreveu o livro tido por sagrado pelo Islamismo: a despeito de já se ter comprovado historicamente, que a doutrina era  devidamente conhecida na Arábia, antes mesmo de Maomé. É o que nos informa John Gilchrist, no seu Enfrentando O Desafio Muçulmano, ao fazer referência a uma inscrição, encontrada no Yemen pelo explorador Edward Glasser, datada de 542 d.C. Tal inscrição, cunhada em Árabe da época (Consonantal.), faz referência exatamente nessa ordem ao Compassivo (O Pai.), ao Messias (O Filho.) e ao Espírito Santo.
Como tomar como verdadeiras e sendo revelação divina as informações corânicas, se o autor demonstra capaz de erros tão grosseiros, em se tratando não apenas de História e de Teologia, como, também, da simples tradução do nome Yeshua para o Árabe?
Seria bíblico o Jesus corânico?
AO JESUS CORÂNICO SE ATRIBUI FEITOS NÃO NARRADOS PELOS EVANGELISTAS do primeiro século e se faz alegações quinhentos anos antes já desmentidas. Em verdade, desmentidas a milênios, se levarmos em conta as referências ao Messias na Torá, a começar por Gênesis, capítulo terceiro.
.
1 – Ele seria um SIMPLES PROFETA (Sura 4:171) e não DEUS VINDO NA FORMA HUMANA, conforme o Antigo e o Novo Testamentos (Isaías 7:14 e 9:6, Malaquias 3:1, etc. e João 1:1-14, Mateus 1:18-23, Romanos 9:1-5, 2Pedro 1:1).
.
2 – Ele NÃO TERIA SIDO CRUCIFICADO, devido a um ato de dissimulação de Allah (4:157-158, 3:55). O grande problema: tal afirmação tenta negar, inutilmente, conforme já vimos, desde o sentido simbólico e profético do SISTEMA DE SACRIFÍCIOS SUBSTITUTIVO quanto o TESTEMUNHO DOS EVANGELHOS; MAIS A PREGAÇÃO APOSTÓLICA; e, também, a interpretação divinamente inspirada do Sistema Levítico feita  na Carta aos Hebreus. 
Além do mais, tal ato (O da dissimulação.) faz de Allah um deus assumidamente mentiroso. Logo, ele pode e deve ser visto como um ser que teria parte com o Diabo. E isso se não for o próprio, levando-se em conta os ensinos de Jesus Cristo a respeito daquele a quem denunciou como o pai da mentira (João 8:43-44). E se, além de tal absurdo (teológico), fôssemos levar também em conta a conduta do profeta do Islamismo? Uma ética, do ponto de vista bíblico, simplesmente execrável. E a que conclusão qualquer consciência inteiramente livre do engano religioso iria chegar? Quem e o quê exatamente estariam por detrás da negação de um fato histórico (com o seu fator teológico tão crucial à compreensão das Sagradas Escrituras), como a obra redentora do Messias? Aqui cabe a dica de João, O Apóstolo, na sua Primeira Carta, capítulo dois, versículo vinte e um.
.
DAS ESCRITURAS EM REFERÊNCIA:
- Evangelho de João 8:43-44:
 “Por que não compreendeis a minha linguagem? é porque não podeis ouvir a minha palavra.
Vós tendes por pai o Diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai; ele é homicida desde o princípio, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira.”
- Primeira Carta de João 2:21:
“Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade.”
.
DAS ESCRITURAS EM QUESTÃO:
- ALCORÃO, Sura 4:157-158:
“E por dizerem: Matamos o Messias, Jesus, filho de
Maria, o Mensageiro de Deus, embora não sendo, na
realidade, certo que o mataram, nem o crucificaram,
senão que isso lhes foi simulado. E aqueles que
discordam, quanto a isso, estão na dúvida, porque não
possuem conhecimento algum, abstraindo-se tão-somente
em conjecturas; porém, o fato é que não o mataram.
158 Outrossim, Deus fê-lo ascender até Ele, porque é
Poderoso, Prudentíssimo.”
.
Conforme sempre questiono, nos meus inúmeros debates com islâmicos nas redes sociais: se até o deus é dissimulador, como poderia ser verdadeiro o profeta? E como pode ser o livro considerado a Palavra da Verdade? E sei que não resta ao Islã nada além do que o silêncio ou das contradições corânicas como resposta. Embora também não falte nos referidos debates o estardalhaço das palavras ocas e de objeções sem o menor sentido.  
.
3 – OS DISCÍPULOS DE JESUS TERIAM SE DECLARADO MUÇULMANOS (5:111). Mas, como, se O ISLAMISMO FOI CRIADO QUINHENTOS ANOS DEPOIS? E Allah, Alcorão e Maomé sequer são mencionados na Bíblia. 
.
4 - Estupidamente, na Sura 61:14, ALLAH ALEGA TER AJUDADO OS DISCÍPULOS DE JESUS E OS FEITO PREVALECER. Nota-se o evidente equívoco sobre o ministério dos profetas do Antigo Testamento e sua errônea co-relação com a história dos apóstolos e primeiros seguidores de Jesus: o ato de sempre prevalecer, física e materialmente, sobre seus opositores. Tal não acontece nem no Antigo e nem no Novo Testamento. E, por outro lado, se pergunta: O DEUS CORÂNICO NÃO SABIA O TEOR DA PREGAÇÃO DOS SEGUIDORES DE JESUS (deidade, além da morte e ressurreição redentoras)?
.
5 – JESUS TERIA SIDO PREDITO MAOMÉ (61:6). E, nesse caso, seria Maomé, conforme a compreensão de alguns teólogos islâmicos, o Espírito Santo Consolador. Tal ABSURDO não suporta umas poucas perguntas de ordem teológica e nem um apenas questionamento histórico ou de ordem meramente lógica. Além do fato da teologia islâmica precisar primeiramente definir a quem acham ser o Espírito Santo Consolador: o anjo Gabriel ou o profeta do Islamismo? Mas, pela Bíblia, ambas as respostas estão erradas.
A – Seria Maomé eterno, e no sentido deídico do termo (Hebreus 9:14), como é o Espírito Santo? 
B  – Seria Maomé espírito e não apenas um ser humano?
C – Existia Maomé já nos tempos de Jesus, quinhentos anos antes do próprio Islamismo? Afinal, Jesus prometeu o Espírito Santo para os seus discípulos, tão logo Ele ascendesse aos Céus (João 16:7). E o Espírito Santo, conforme o registro de Atos capítulo dois, veio em cumprimento da promessa. Teria, então, Maomé a forma inumana? E onde quereria os teólogos do Islamismo e o próprio Maomé chegar, ao supor tal absurdo?
D – Poderia um ser apenas humano (Caso de Maomé.) habitar espiritualmente todos os discípulos de Jesus? Jesus diz literalmente que o Espírito Santo habitaria os Seus seguidores (João 14:16-17); e a compreensão apostólica do fato é que todo cristão autêntico tornou-se templo do Espírito do Senhor e santuário vivo de Deus (2Coríntios 6:17-20, 2Pedro 2:4-5, etc.). Seria tal compreensão teológica minimamente aplicável ao profeta do Islamismo, sem que tenhamos de perverter o senso crítico e a realidade dos fatos bíblicos e históricos?
E – Estava Maomé no princípio da Criação, participando ativamente da mesma (Gênesis 1:1-2)? Sem comentário.
F -  Poderia Maomé ensinar (Sentido de esclarecer.) e fazer lembrado aos apóstolos e primeiros discípulos o que Jesus havia lhes falado, sem nem sequer o pseudo-profeta e o Islamismo ainda existirem (João 14:25-26)? 
G – E COMO PODERIA SER MAOMÉ O CONSOLADOR (Nome e papel atribuído ao Santo Espírito.) das viúvas e órfãs por ele e seus comparsas abusadas, depois de verem assassinados os seus pais e maridos???
Rayhanah, Juwairiya, Safiyah e tantas outras (P.ex.: as vítimas do estupro coletivo, “logo após a derrubada de Bani Mustaliq junto aos poços de Marasi, diria W.H.T. Gairdner, no seu A vida Real de Maomé.) que o digam!!!
De fato, há nas escrituras corânicas a ABSURDA TENTATIVA DE DEIFICAÇÃO DO PROFETA DO ISLAMISMO. Não bastasse o Alcorão querer elevá-lo à categoria de INTERCESSOR  (17:79); dizer que o próprio deus Allah intercederia por ele (Mas a quem?), na Sura 33:56; além de engrandecer-lhe a fama, nas Suras 94:14 (Como se o próprio Maomé não tivesse dito que fora feito “vitorioso”, através do terror...); veja as “PÉROLAS” TEOLÓGICAS encontradas  na Suna, mais especificamente na Tafsir (Comentários ao Alcorão) de Ibn Khathir: 
A – Adão teria pedido perdão a Allah, em nome de Maomé; e o deus corânico teria antecipado a Adão a vinda do profeta do Islamismo;
B – Adão teria dito ver o nome de Maomé no trono do deus Allah;
C – Allah teria dito a Adão que Maomé é o mais querido.
                        (Tafsir Ibn Khathir, Parte 01, página 107; Al-Firdous Ltda, Londres, 2ª. edição, 1988.)
Ora, estamos tratando, no caso de Maomé, de um indivíduo comprovadamente covarde, mentiroso, homicida, abusador de mulheres e de crianças, necrófilo e terrorista assumido. Não seria o caso de perguntar se tal Tafsir diz respeito a uma religião monoteísta ou ao Satanismo? As Sagradas Escrituras (Leia-se: Bíblia.) nos informam que até Satanás é monoteísta (Tiago 2:19). Mas, porém, todavia: Satanás é o que é e fez o que fez. (E não é que ainda faz, através de seus capachos?) Toda a desgraça da raça humana e de parcela da própria hoste angelical se deve, em termos da Teologia bíblica, à rebelião cósmica de Satanás e à Queda do homem. Nenhuma doutrina ou prática que lhes sejam inerentes recebem a aprovação divina.   
.
6 – Voltando à comparação Jesus na Bíblia e no Alcorão: O JESUS CORÂNICO TERIA O SEU EVANGELHO (Boas Novas de salvação, sentido que, parece, não alcança quem de fato escreveu o livro islâmico.) RESTRITO AOS JUDEUS. Mas, se esquece ou desconhece Allah que Ele, JESUS, ORDENOU AOS SEUS SEGUIDORES PREGAR A TODAS AS CRIATURAS DA TERRA e a fazer discípulos de TODAS AS NAÇÕES, batizando-os (Marcos 16:14-6; Mateus 28:18-20; Lucas 24:44-53)?
.
7 – O JESUS CORÂNICO SERIA UMA CRIATURA IGUAL A ADÃO e teria sido criado do pó da Terra (3:59). Mas, tendo sido criado do pó da terra, conforme quer o delírio corânico, como poderia ser Ele O PAI DA ETERNIDADE E O DEUS TODO-PODEROSO, conforme o Antigo e Novo o Testamentos? Livro do Profeta Isaías 9:6 e Apocalipse de João, capítulo primeiro, respectivamente.  
.
III- Um  Autor  (O Corânico) Deixando O Islamismo Sem Uma Sequer Resposta Convincente. E Alvo de Um Questionamento Bastante Delicado (Para A Má Fé de Seus Modernos Expoentes.
.
a) Preliminares:
Conforme já vimos, os primeiros estudiosos muçulmanos do Islã não atacaram (Antes, atestaram.) a autenticidade e a integridade da Bíblia. E dentre estes, Al-Tabary, que ensinava, duzentos e cinqüenta anos depois de Maomé, que a Torá estava na guarda dos judeus e o Evangelho (Injil) na guarda dos cristãos. Ele simplesmente não encontrava base corânica para alegar, como fazem hoje os teólogos modernos, que as Sagradas Escrituras teriam sido corrompidas. Até porque NÃO SERIA ESTUPIDEZ DEMAIS DE ALLAH ter ordenado ao seu profeta tirasse suas dúvidas com quem tivesse escrituras adulteradas (10:94)? Al-Tabary também tentou provar que Maomé teria sido predito na Bíblia; sem, porém, atacá-la. 
Abu Hamid al-Ghazzali, um dos maiores pensadores e teólogos muçulmanos, viveu quinhentos anos depois de Maomé. E mesmo tendo vivido num tempo em que os ataques à Bíblia já fora iniciados pelos primeiros acadêmicos radicais, como Ibn Hazm, ele defendia a integridade das Sagradas Escrituras. E poderia ser diferente, diante de suras como 5: 46-47 e 68,  4:136, 29: 46, 21:7, 6:34, 50: 28-29, além da exponencial 10:94?
E quanto a Fakhruddin Razi, outro grande e famoso teólogo, que viveu cem anos depois de al-Ghazzali e morreu em 1209 d.C.? Afirmou enfaticamente que texto bíblico não havia sido modificado.
.
b) O Injil Corânico Posto Em Questão.
CREIO TER FICADO BASTANTE CLARO, nas minhas exposições e questionamentos, não ter sido Maomé predito no Antigo Testamento (Deuteronômio 18:18 e outras passagens alegadas pelo Islã.). E como no que diz respeito aos Evangelhos acontece o mesmo; mormente nos ensinos de Jesus sobre a vinda do Espírito Santo (Evangelho de João.); restou aos acadêmicos radicais da religião tentar desqualificar as Sagradas Escrituras (Leia-se: Bíblia.). Logo, tal discurso sistemático, teológica e intelectualmente irresponsável, não é nenhuma novidade. E um de seus principais alvos são os evangelistas do Novo Testamento.
.
1 – ALEGAM QUE JESUS ENSINAVA EM ARAMAICO e que os Seguidores também o falavam. E que, por isso, o idioma original do Evangelho de Jesus Cristo deveria ser o Aramaico.
QUESTÃO:
 O Messias de toda a Bíblia e, consequentemente dos Evangelhos, é Deus. E estaria Deus restrito a um só idioma, como está o deus corânico ao Árabe? Mesmo os fariseus, conhecendo a origem humilde do nascimento de Jesus, quando de Sua estada entre os homens, não deixaram de admirar a sua cultura.
- Evangelho de João 7:14-15:
“Estando, pois, a festa já em meio, subiu Jesus ao templo e começou a ensinar. Então os judeus se admiravam, dizendo: Como sabe este letras, sem ter estudado?”
E não é curioso, além de teologicamente absurda, a ignorância dos expoentes da religião maometana a respeito do testemunho apostólico? Típico de quem desconhece o mínimo da matéria sobre a qual está tratando.
.
2 – DESCONHECEM A VOCAÇÃO UNIVERSAL DO CRISTIANISMO. Fato verificado desde a primeira profecia bíblica sobre o Messias, em Gênesis, capítulo terceiro. O Messias, em luta contra o maior representante cósmico da maldade, viria como Redentor da humanidade, uma raça decaída. Decaída em virtude do pecado de nossos primeiros pais e de nossa opção pelo pecado, a qual nos impossibilita a guarda de toda a Lei, condição única (E impossível a meros seres humanos)  de ser justificado por obras, conforme Deuteronômio 27:26 e Gálatas 3:10-11. E, embora tenha Jesus exercido Seu ministério quase que especificamente junto aos judeus, depois de Sua ressurreição e antes da Sua Ascensão, ordenou aos seguidores pregar o Seu Evangelho a TODAS AS CRIATURAS (Marcos 16.) e que ensinassem tudo quanto Ele os havia ordenado A TODAS AS NAÇÕES (Mateus, 28.). Daí porque o apego de tais teólogos islâmicos a uma passagem como Mateus 15:24 (“Eu não fui enviado, senão as ovelhas perdidas da casa de Israel.”), citada e repisada fora do contexto, não soa mais apenas como desinformação; mas, se trata mesmo, como eu tenho dito,  de intencionada má informação.
.
3 – COBRAM UM EVANGELHO QUE TERIA SIDO ESCRITO POR JESUS, SEM SABER QUE O VERBO DIVINO É A PRÓPRIA BÍBLIA. Ele é o tema central das Sagradas Escrituras do princípio ao fim, razão de ser das promessas e Alianças, do sistema de culto. E no Livro de Apocalipse, a vida perfeita (Livre do pecado.), o Juízo Final (dos impenitentes) e a Eternidade (dos redimidos) são inaugurados com a Sua Segunda Vinda.
.
4 – IGNORAM O FATO DE QUE JESUS NUNCA DISSE QUE ESCREVERIA LIVRO ALGUM. Antes, ordenou aos seguidores que ensinassem tudo o que tinha ordenado e os capacitou com o Espírito Santos a compreender e lembrar de tudo que lhes tinha dito (João 14:25-26.). LOGO, A MISSÃO DE ESCREVER O EVANGELHO, E DE RESTO, TODO O NOVO TESTAMENTO FOI CONFIADA AOS SEGUIDORES. E conforme Ele mesmo diz a João, no Livro de Apocalipse, capítulo primeiro: “O que vês, escreve em livro...”
.
5 – IGNORAM QUE A VOCAÇÃO UNIVERSAL DO CRISTIANISMO IMPLICAVA EM REGISTRAR EM LIVRO OS SEUS ENSINOS NA LÍNGUA DE MAIOR INFLUÊNCIA NO MUNDO DE ENTÃO, O GREGO. Ainda que houvesse, antes mesmo de Maomé, versões e traduções da Bíblia para mais de uma dezena de idiomas, sem dúvida que o maior número deveria ser naquele de maior influência mundial. Como hoje aconteceria com o Inglês.
.
6 – IGNORAM A INSPIRAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO, OS CRITÉRIOS DE ESCOLHA DOS VINTE SETE LIVROS DO NOVO TESTAMENTO, ALÉM DE ALEGAREM, LEVIANAMENTE, O ÓBVIO: houve muitas narrativas dos feitos de Jesus. Sim, mas isso não se trata de nenhuma novidade. Tendo-se em vista de que Lucas, único autor de um Evangelho compilado (À semelhança do que teria acontecido com o Alcorão por Zaid Ibn Thabit.) dá o próprio testemunho apostólico a esse respeito (Evangelho de Lucas 1:1-4).
- Jesus não disse que escreveria Evangelho; mas prometeu o Espírito Santo aos discípulos. E o Santo Espírito os faria entender e lembrar de tudo quanto Ele ensinou (Evangelho de João 14:25-26);
- Jesus ordenou pregar e ensinar o Evangelho no mundo inteiro e a todas as criaturas;
- O CUMPRIMENTO DA ORDEM DE EVANGELIZAÇÃO DE JESUS   OBVIAMENTE QUE FOI FACILITADO PELO SUPORTE LIVRO. Não se pode ignorar que na milenar cultura judaica, a guarda e a reprodução de manuscritos bíblicos, através dos tempos (Desde 1450 antes de Cristo, com Moiséis...) tinha atingido um alto nível de excelência. E que até os Anos Trezentos, em virtude das limitações do papiro, a cada duzentos anos pelo menos todos os livros bíblicos teriam que ser reproduzidos. De modo que o rolo de livro que Jesus costumava ler na sinagoga de Nazaré (Lucas, capítulo quatro.), quando da invenção do Pergaminho, já havia se decomposto.
- E quais os critérios NÃO PARA A ESCOLHA, MAS, PARA A RATIFICAÇÃO DOS VINTE E SETE LIVROS NO NT, INCLUSIVE DOS QUATRO EVANGELHOS, no Concílio de Nicéia, em 325 d.C. e outros daquele mesmo século?
I - Deveriam ser livros de reconhecida AUTORIDADE APOSTÓLICA. E isso significava que os seus escritores, além de inspirados pelo Espírito Santo (João 14:25-26, 1Pedro 1:19-21, 3:15-16, 2Timóteo 3:16-17, etc.), deveriam ser os próprios apóstolos (Caso de Mateus, João e Paulo.) ou pessoas diretamente ligadas aos mesmos:
- Lucas: ligado a Paulo;
- Tiago e Judas, irmãos por parte de mãe de Jesus: ligados aos Doze;
- E cabe lembrar que Paulo foi reconhecido apóstolo, juntamente com Barnabé, que era ligado aos Doze (Atos 4:36-37; 9:26-27; 13:1-3; Gálatas 2:1-10). E também esteve ele mesmo ligado aos Doze; tendo, inclusive, o valor espiritual de suas cartas reconhecido por Pedro.
 - Segunda Carta de Pedro 3:15-18:
“e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; 
como faz também em todas as suas epístolas, nelas falando acerca destas coisas, mas quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, como o fazem também com as outras Escrituras, para sua própria perdição.
Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que pelo engano dos homens perversos sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;
antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como até o dia da eternidade.”. 
b) Eram livros que ESTAVAM EM CIRCULAÇÃO NA IGREJA CRISTÃ DESDE O PRIMEIRO SÉCULO. Por desinformação ou má intencionada informação, teólogos islâmicos e outros alegam que o Novo Testamento teria sido escrito no século IV por padres católicos. É comum ler isso nas redes sociais, dada alarmante irresponsabilidade intelectual que impera no meio.
Eles simplesmente desconhecem (Ou levianamente ignoram?) a TRADIÇÃO HISTÓRICA QUE ATESTA AS DATAS E A AUTORIA DOS LIVROS DO NOVO TESTAMENTO. Trata-se dos escritos e cartas de cristãos da própria Era apostólica (Como Clemente, 30-95 d.C., citado por Paulo na Carta aos Filipenses; e Inácio, 70-110 d.C., que foi discípulo de João, O Apóstolo; além de Policarpo, 70-156 d.C., e outros.). Assim como de cristãos pós-apostólicos e pré-Catolicismo romano, como Clemente de Alexandria (150-212 d.C.), Tertuliano (160-220 d.C.),  Papias (Escreve em 125 d.C.) e Irineu (Escreve em cerca de 180 d.C.), e tantos mais.
c) SÃO LIVROS TRANSFORMADORES DE VIDA ATÉ OS DIAS DE HOJE. Basta pensarmos, p.ex., em quantos ex-islâmicos radicais hoje convertidos ao Jesus dos Evangelhos, a exemplo de Saulo de Tarso. Tais livros SEMPRE ESTIVERAM EM CIRCULAÇÃO, conforme os já citados códices Alexandrino, Sinático e do Vaticano atestam; além de ser a confirmação materializada da DOUTRINA APOSTÓLICA SOBRE A PESSOA E OBRA DE JESUS CRISTO.
Faltaria ainda discorrer sobre os LECIONÁRIOS dos primeiros séculos, os quais reproduziam em grande quantidade textos bíblicos; e sobre as descobertas arqueológicas, inúmeras; e ainda sobre a própria quantidade (enorme) de manuscritos. Fato que, no meio acadêmico, apenas contribui para uma maior credibilidade quanto à autenticidade e à integridade da Bíblia. E, além de tudo isso, há A IMPORTANTE EXPERIÊNCIA FEITA POR SIR DAVID DALRYMPLE. Este pesquisador, reuniu as trinta e duas mil citações do Novo Testamento, encontradas nos escritos dos cristãos pós-apostólicos e pré-Catolicismo, datadas, portanto, de antes do Concílio de Nicéia (325 d.C.). E foi capaz de reconstruir todo o Novo Testamento, com a exceção de onze apenas versículos. É o que nos informa Jay Smith, no seu A Bíblia e o Corão, Uma Comparação Histórica. De modo que, ainda que não houvesse os códices Alexandrino, Sináitico e do Vaticano, teríamos como comprovar a circulação de todos os livros do Novo Testamento nas igrejas cristãs antes do Catolicismo, e muito antes do Islamismo.      
.
7 – E, POR FIM, IGNORAM O PRINCIPAL: SE O ISLÃ NÃO RECONHECER QUE MAOMÉ (Ou quem em verdade escreveu o Alcorão.) NÃO SABIA EXATAMENTE DO QUÊ ESTAVA FALANDO, ENTÃO É O ISLAMISMO QUEM PRECISA NOS DAR CONTA DO SUPOSTO INJIL...
.
I - Embora no Novo Testamento os Evangelhos sejam em número de quatro, o Evangelho de Jesus Cristo, na compreensão apostólica, é toda a Bíblia (Efésios 2:19-22; Colossenses 1:26-27; Hebreus 1:1-4; 1Pedro 1:17-20; 1:10-12). O próprio Marcos não denomina o Evangelho que escreveu (E, segundo Papias, a sua fonte de informação foi Pedro.) de seu; mas, de Jesus Cristo (Marcos 1:1). Os próprios cristãos, quando se referem aos Evangelhos, também costumam falar no singular. Afinal, as Sagradas Escrituras são um todo, um organismo vivo a revelação do Deus bíblico. O Alcorão é que se trata, conforme eu digo e reafirmo com todas as letras, de um corpo estranho, tentando inocular-se (E o veneno da sua dissimulação.) no organismo vivo da revelação bíblica.
NÃO SERIA PROBLEMÁTICO O ALCORÃO REFERIR AO EVANGELHO NO SINGULAR; o problema é querer inventar um Jesus inexistente no Novo Testamento. E o seu primeiro e maior problema está na ALEGAÇÃO DE QUE JESUS NÃO TENHA SIDO CRUCIFICADO. Tal suposição é contrária:
1 – a toda doutrina bíblica, explícita e implícita, no Sistema de Sacrifício Substitutivo;
2 – a todas as profecias do Antigo Testamento em torno da morte e ressurreição redentoras do Messias;
3 - ao testemunho de João Batista (João 1:29 e 36), profeta também referendado no Alcorão;
4 – à condição do Messias (Daniel 12:26, Isaías 52:13-53:15, Zacarias 12:10, Salmo 22, etc.), que o próprio Alcorão atesta ser Jesus Cristo;
5 – às predições de Jesus sobre a Sua morte e ressurreição nos Evangelhos;
6 – à compreensão que destes mesmos fatos tiveram os apóstolos e primeiros seguidores; tanto que os Evangelhos dão o testemunho, não apenas dos acontecimentos narrados, mas, também da condição divina do Senhor;
7 -  e, por fim, contraria o Alcorão não apenas os Evangelhos, nem somente ao Novo Testamento, mas, toda a Bíblia. E como poderia ser o deus Allah o revelador de livros tão antagônicos, pergunta-se?
Para se ter uma idéia de tal antagonismo, o Alcorão não reconhece os livros dos profetas bíblicos: apenas a Torá (Cujo sistema de sacrifícios e a experiência de Abraão também contrariam a doutrina corânica da justificação por obras.); os Salmos (Sendo que no 22 e ainda em outros,  Davi profeticamente antecipa acontecimentos da crucificação de Jesus, mil anos antes.); e o Evangelho (ou o suposto Injil corânico). E quanto a esse último,  somente resta, como veremos no item final, AO ISLAMISMO DUAS ÚNICAS OPÇÕES:
a) reconhecer que QUEM DE VERDADE ESCREVEU ALCORÃO NÃO SABIA EXATAMENTE DO QUÊ ESTAVA FALANDO; ou...
b) DAR CONTA DO SUPOSTO INJIL.
Além do mais, NEM É ORIGINAL A SUPOSIÇÃO CORÂNICA DE QUE JESUS NÃO TENHA SIDO CRUCIFICADO. Quem em verdade o escreveu quis dar status de “nova revelação” a IDÉIAS GNÓSTICAS (Aeons, etc.). E o Gnosticismo, já no Novo Testamento vinha sendo combatido, nos escritos de João (Primeira e Segunda Cartas) e de Paulo (Carta aos Colossenses).
II – John Gilchrist, no seu Enfrentado O Desafio Muçulmano, pondera diante da leitura da Sura  5:47 (“Que os adeptos do Evangelho julguem segundo o que Deus nele revelou”):
.
- “Se o livro não ficou intacto, como o Qur’an pode exorta os cristãos a julgarem pela direção e luz das suas escrituras? É significante que este texto chame* os cristãos de ahlul-Injil, ou “povo do Evangelho” — mais uma confirmação da existência do Novo Testamento com os cristãos no tempo de Maomé. Ainda, assim como os judeus, os cristãos tiveram apenas os livros do Novo Testamento como suas escrituras durante sua história. Numa outra passagem, o Qur’an confirma novamente que as duas escrituras estavam com os judeus e os cristãos no períodoem que Maomé viveu: 
“São aqueles que seguem o Mensageiro, o Profeta iletrado, o qual encontram mencionado em sua Tora e no Evangelho.” (Surata 7:157)”
.

E diante de uma sura como a 5:68 (“Dize: Ó adeptos do Livro, em nada vos fundamentareis, enquanto não observardes os ensinamentos da Tora, do Evangelho e do que foi revelado por vosso Senhor!”), o autor também pondera:
.

- “Como eles seguiriam diligentemente essas escrituras se, em primeiro lugar, elas não estivessem em seu poder e, depois, se elas não fossem completamente autênticas?”
.
Como eu digo, não seria uma ESTUPIDEZ do deus Allah, ordenar ao seu profeta a tirar suas dúvidas com quem tivesse escrituras corrompidas e/ou um Evangelho que não fosse o verdadeiro (Sura 10:94)? E como, senão por desinformação ou intencionada má informação dizer ter auxiliado àqueles que pregaram um Evangelho totalmente antagônico ao Alcorão e ao seu indefectível Injil (Sura 61:14)? Certamente que, tentando agradar aos cristãos num primeiro momento, quando as “revelações” eram conciliadoras e Maomé não detinha ainda o poderio militar que lhe facultou o banho de sangue que seria verificado na Arábia.
.
III – Mas O MAIOR PROBLEMA DO ISLAMISMO NO QUE DIZ RESPEITO AO SUPOSTO INJIL CORÂNICO (Ou da interpretação que se faz do mesmo.) está em ter que reconhecer que quem de verdade escreveu o Alcorão não sabia exatamente o quê estava dizendo. 
A - MAOMÉ, com os seus “santos” abusadores de viúvas e órfãs, ASSASSINOU E SAQUEOU OS CRISTÃOS, no banho de sangue que fez derramar NA ARÁBIA. Fato histórico incontestável, além de apurado no próprio Alcorão e na Suna (Tradições Islâmicas).
B - Conforme o até aqui exposto; e as ponderações de Gilchrist e as minhas, a respeito de suras como 5:47, 5:71, 10:94, dentre outras: HAVERIA COMO OS MODERNOS TEÓLOGOS ISLÂMICOS NEGAREM O FATO de que O EVANGELHO E A TORÁ que se encontravam no poder dos cristãos e dos judeus SÃO CONSIDERADOS OS VERDADEIROS PELO PRÓPRIO ALCORÃO?
Se o próprio Alcorão considera verdadeiro o Evangelho e a Torá que circulavam na Arábia nos tempos de Maomé: HÁ COMO OS ADEPTOS DO PROFETA DO ISLAMISMO PROVAR QUE BÍBLIA FOI CORROMPIDA DEPOIS DELE?
Ora, os teólogos que ignoraram o pensamento, p.ex., de Al-Tabary, Al-Ghazzali e Razi, além de sua irresponsabilidade intelectual e crime teológico (Nos quais insistem os modernos acadêmicos radicais.) tinham contra si: primeiro a completa ausência de prova; e segundo, os códices Alexandrino, Sinaitico e do Vaticano, como testemunho vivos de que não houve alteração.
.
FICAM, ENTÃO, TRÊS PERGUNTAS CRUCIAIS (Sobre A Questão Injil):
.
48 - EM SE CONSIDERANDO QUE MAOMÉ TRUCIDOU E SAQUEOU OS CRISTÃOS DA ARÁBIA: NÃO TERIA ELE TAMBÉM LHES SAQUEADO O SUPOSTO INJIL CORÂNICO?
49 - EM SE CONSIDERANDO QUE MAOMÉ TRUCIDOU E SAQUEOU OS CRISTÃOS DA ARÁBIA: NÃO TERIA ELE, COMO O SUPOSTO SELO DA REVELAÇÃO, A OBRIGAÇÃO DE VELAR PARA QUE TODA A REVELAÇÃO PERMANECESSE INTACTA?  SE NÃO O FEZ, COMO EXPLICAR TAL FATO, já que o suposto Inijl teria existido e estava em circulação na Arábia de seu tempo?
 50 - NÃO TERIA, ENTÃO, MAOMÉ ASSENHORADO E, DEPOIS, DESTRUÍDO PARCELA DA REVELAÇÃO? Mas isso não se trata de um (Mais um.) crime? E de ordem teológica?
.
CONCLUSÃO ÓBVIA: se alguém precisa (Fosse mesmo o caso.) de dar conta de quaisquer Escrituras bíblicas que teriam sido corrompidas é o próprio Islamismo. Pois teria tido a oportunidade histórica de impedir que tal acontecesse. E não apenas no que diz respeito ao Evangelho (Quer dizer, o Novo Testamento.) na guarda dos cristãos; como, também, da Torá (Melhor dizendo: o Antigo Testamento.) que estava na guarda dos judeus. E estes, outro povo também trucidado por Maomé e suas tropas, no banho de sangue derramado na Arábia. De onde se pergunta:  SABIA MESMO MAOMÉ (Ou Quem Em Verdade Escreveu O Alcorão.) SOBRE O QUÊ EXATAMENTE ESTAVA FALANDO, QUANDO FAZ REFERÊNCIA AO EVANGELHO (Injil)?
Precisamos de respostas que soem mais alto que o silêncio islâmico e do que as contradições corânicas.”
.
Extraído de:
A BÍBLIA & O ISLÃ: 50 PERGUNTAS (Cujas Respostas Precisam Soar Mais Alto Que O Silêncio Islâmico & do Que As Contradições Corânicas). 

IMPORTANTE:

Caso o leitor queira nos abençoar, leia
ESTE MINISTÉRIO APOLOGÉTICO & SUA COOPERAÇÃO, publicado em AGOSTO de 2019:
https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/08/este-ministerio-apologetico-sua.html?m=1 
Obs.: não abrir, copie e cole o link na página de busca do Google ou o acesse, neste blogue, pela data da publicação.

"Pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo."
(2 CORINTIOS 6: 10)

.
.
.LEIA TODOS OS ARTIGOS DA SÉRIE:
(Se não abrir, copie e cole o link na página de busca do Google)
..
.
01 – Fundamento teológico e UMA BREVE HISTÓRIA DE UM GRANDE MILAGRE: a Bíblia
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/10/sobre-supostas-adulteracoes-na-biblia_29.html
-
02 – CONCEITUAÇÃO DE POSSÍVEIS ERROS verificáveis nas cópias manuscritas.
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/10/sobre-supostas-adulteracoes-na-biblia.html
-
03 – Sobre o Antigo Testamento & respondendo à pergunta: QUAL A BÍBLIA VERDADEIRA.
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/11/em-defesa-da-biblia-03-parte-i.html
-
04 – REVISÃO DE LINGUAGEM implica na  alteração de conteúdo?
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/11/em-defesa-da-biblia-04-resolvendo.html
-
05 –  PERFIL E REFUTAÇÃO de alguns detratores dos dias atuais.
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/11/em-defesa-da-biblia-05-resolvendo_28.html
-
06 –  MAIS REFUTAÇÕES: O Jesus Bíblico X O "Jesus" das Religiões.
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/11/em-defesa-da-biblia-06-resolvendo.html
-
07 –  RESPONDENDO QUESTÕES pontuais.
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/12/em-defesa-da-biblia-07-resolvendo.html

 .
 LEIA TAMBÉM:
POR QUE TANTOS PASTORES E LÍDERES OMISSOS, NA DEFESA DE NOSSA FÉ, DIANTE DO MAIOR DESAFIO? (Acaso Possuem Mais Unção Que A dos Apóstolos?)
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/10/dedo-na-ferida-por-que-tantos-pastores.html
.
PALESTRAS, CURSOS, LIVROS, ETC:
.
.
- RESPOSTA AO ISLÃ (O Que Todo Cristão Precisa Saber Sobre O Islamismo & Sobre A Sua Própria Fé) - Vol. 01:
Trata das evidências manuscritas da Bíblia e do Alcorão, para que fique evidenciado qual dos livros deve ser reconhecido como verdadeira revelação de Deus à humanidade. E leva-se em conta o conteúdo dos mesmos e a documentação histórica pelas respectivas religiões disponibilizadas.
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2014/07/vol-01-resposta-ao-isla-sobre-as.html
.
- RESPOSTA AO ISLÃ - Vol. 02:
Este livro refuta a pretensão islâmica em fazer de Maomé profeta do Deus bíblico, o qual não é, evidentemente, o Allah corânico.
É que na sustentação do seu discurso sobre a suposta autoridade profética que teria tido Maomé (para a correção da revelação), o Islã ousa negar o testemunho apostólico sobre a pessoa e obra de Cristo (Sura 4:157-158, etc. e etc.). Uma de suas premissas e preferido leque de argumentações está na comparação que seus teólogos intentam fazer entre Jesus e Maomé, com relação a Moisés. Evidentemente, focalizando aspectos comparativos de menor interesse à espiritualidade fundamentada nas promessas e alianças de Deus, conforme ensina a Bíblia; todavia, superestimados por aquela religião.
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2014/08/vol-02-resposta-ao-isla-comparacao.html
.
- RESPOSTA AO ISLÃ - Vol. 03:
Seria bíblica a doutrina ou o conceito Trindade? O leitor verificará não ser nenhuma novidade adeptos do Islamismo, assim como ateus e defensores de outras filosofias e religiões, confundir o Cristianismo apostólico (O único biblicamente defensável.) com o Catolicismo. Muitos, por desinformação; já outros, com intencional má informação. E querem atribuir à religião romana a criação do Novo Testamento. No caso do Islã, trata-se, em verdade, de uma tática que seus militantes modernos encontraram, supondo ser a mesma eficaz no combate à Doutrina bíblica de Deus. Partindo de tal pressuposto, alegam ter havido manipulação dos ensinamentos originais de Jesus; e que a concepção de Sua pessoa e obra (de que dá testemunho o Novo Testamento), teria sido não a proclamada; mas, atribuída aos apóstolos. No terceiro volume de RESPOSTA AO ISLÃ (O Que Todo Cristão Precisa Saber Sobre O Islamismo & A Sua Própria Fé), procuramos responder à pergunta formulada no início deste parágrafo. Para isso, utilizamo-nos também tanto do Antigo quanto do Novo Testamento; tendo-se em visa que a Doutrina de Deus é única: do Gênesis ao Apocalipse.
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2014/10/resposta-ao-isla-vol-03-sobre-doutrina.html
.
- A BÍBLIA & O ISLÃ: 50 PERGUNTAS
(Cujas Respostas Precisam Soar Mais Alto Que O Silêncio Islâmico & do Que As Contradições Corânicas):
Nesse livro, levanto e fundamento, através de sérios e duros questionamentos, cerca de 50 PONTOS IRRECONCILIÁVEIS ENTRE A BÍBLIA E A RELIGIÃO ISLÂMICA. Destaque para as formas de CULTO, os LEGADOS e a CONDUTA dos principais líderes (Jesus, Moisés e Maomé.), a própria CONCEPÇÃO DE DEUS e os LIVROS tidos por SAGRADOS pelas respectivas religiões.
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2015/12/a-biblia-o-isla-50-perguntas-cujas.html
.

 - MAOMÉ: PREDITO NA BÍBLIA?
(O Que Dizem As Sagradas Escrituras).
Para a melhor compreensão da proposta desta obra, eis o Índice:
.
ÍNDICE
MAOMÉ; PREDITO NA BÍBLIA? (O Que Dizem As Sagradas Escrituras)
.
1/ Introdução: DOS PRESSUPOSTOS ISLÂMICOS
& A NECESSIDADE DA DEVIDA REFUTAÇÃO.
.
2 / SOBRE AS ESCRITURAS CORÂNICAS QUE ALEGAM TER SIDO MAOMÉ PREDITO NA BÍBLIA (E O Aspecto Mais Evidente da Expansão do Islamismo Ontem e Hoje).
.
3 / DA REFUTAÇÃO, VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Isaías 29:12.
I - Para Que Se Possa Entender A Suposição.
II – REFUTAÇÃO: Questões 01 a 07.
.
4 / DA REFUTAÇÃO, VERSÍCULO POR VERSÍCULO: João 1:19-25.
I – Para Que Se Possa Entender A Suposição.
II – REFUTAÇÃO: Questões 01 a 03.
III – Uma Questão Crucial.
.
5 / DA REFUTAÇÃO, VERSÍCULO POR VERSÍCULO: João 16:7-8
& Passagens Afins.
Para Que Se Possa Entender A Suposição.
I – REFUTAÇÃO (Textos Afins): João 14:7-8.
II – REFUTAÇÃO (Textos Afins): João 14:16-17:
Questões 01 a 03.
III - REFUTAÇÃO (Textos Afins) : João 14:16-17, Interpretação Correta.
Questões 01 a 05.
IV - REFUTAÇÃO (Textos Afins): João 14:25:26.
V - REFUTAÇÃO (Textos Afins): João 16:12-13.
Para Que Se Possa Entender A Suposição.
Questões: 01 e 02.
Uma Questão Crucial
VI – REFUTAÇÃO (Textos Afins): Evangelho, Cartas de João & Toda A Bíblia.
VII - REFUTAÇÃO (Textos Afins): A Doutrina Bíblica do Espírito Santo..
.
6 / DA REFUTAÇÃO, VERSÍCULO POR VERSÍCULO: Mateus 21:43.
I – Para Que Se Possa Entender A Suposição.
II – REFUTAÇÃO
Questões: 01 a 07.
III – Maomé: Predito Na Bíblia? O Que Dizem As Sagradas Escrituras?
Primeira Resposta (Diretamente Falando).
Segunda Resposta (Falando Indiretamente).
Na Prática
7 / DA REFUTAÇÃO, VERSÍCULO POR VERSÍCULO:
Deuteronômio 18:18.
I - EXCERTOS (Introdução Resposta ao Islã – Vol. 02):
Quem é Jesus & Quem é Maomé???
II - ARTIGO:
Réplica Primeira.
Extraído de RESPOSTA AO ISLÃ (O Que Todo Cristão Precisa Saber Sobre O Islamismo & Sobre A Sua Própria Fé) – Vol. 02.
APÊNDICE (Poema da Contracapa):
Sobre Servos, Bastardos & Filhos do Rei (Jesus).
LINK:
http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2016/04/livro-completo-maome-predito-na-biblia.html


.
IMPORTANTE:
Caso o leitor queira nos abençoar, leia
ESTE MINISTÉRIO APOLOGÉTICO & SUA COOPERAÇÃO, publicado em AGOSTO de 2019:
https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/08/este-ministerio-apologetico-sua.html?m=1 

OUTRA OPÇÃO DE AJUDA:
Faça um PIX sem compromisso pras seguintes chaves:


OU/

m.madsaiin.ebook@gmail.com

"Pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo."
(2 CORINTIOS 6: 10)

.

.

quarta-feira, 28 de abril de 2021

POR QUE ALLAH NÃO É DEUS (O Mesmo Deus das Escrituras bíblicas)

(Evidências Gritantes Para Os Que Não Se Deixam Enganar,  Encontradas _ Pasmem-se! _ No Próprio Alcorão &/Ou Nas Tradições Islâmicas) 


INTRODUÇÃO:



i - Sempre me refiro àquele (Mas... quem, exatamente?) que os muçulmanos adoram como:

"o SER que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão".

E por quê?

O simples fato de alguém ou algum SER via a ser elevado, ou chamado Deus, jamais significou que seja, de fato, verdade. Mas é o que ocorre em determinadas culturas ou para alguns grupos sociais. 

Por exemplo: para o Satanismo, o Diabo é Deus. E apenas o nome Deus basta? Somente para quem se deixa levar pelo ou por um (deus) Enganador.

ii - E quando as EVIDÊNCIAS desse engano são encontradas no próprio livro tido por sagrado (por uma religião)?

iii - No Alcorão, em sua SURA DE ABERTURA ou capítulo inicial, encontramos uma ESTRANHA ORAÇÃO. E, nesta o ser que se esconde por detrás do nome Allah diz:

"Só a Ti adoramos e só de Ti imploramos ajuda.

Guia-nos à senda reta."

E daí, a QUESTÃO que nenhum muslim pode responder, sem apelar para a EMBROMAÇÃO, caindo em uma maior CONTRADIÇÃO:

1 - Para QUEM Allah ora e diz adorar?

2 - Seria para um OUTRO SER, tão maligno, ignorante e leviano quanto ele???

3 - Para QUAL dos outros 359 ídolos da Caaba, de onde ele foi tirado por Muhammad (Maomé)?

Confira nas FONTES. 

O fato é que Maomé quis elevar à categoria de Deus (E do mesmo Deus das Escrituras bíblicas!) um ídolo.  É o que pode ser demonstrado (E o farei nas últimas três partes deste artigo.) com EVIDÊNCIAS ACADÊMICAS.  Nas três partes iniciais, eu quero primeiramente demonstrar que Allah não é o que o Islam supõe: o mesmo Senhor Deus das Escrituras bíblicas. E o farei apontando EVIDÊNCIAS DO ALCORÃO. 

Embora, no Alcorão, ou seu autor (Mas... quem?) insista em querer fazer supor que o tal Allah é YHWHE. Ou seja, o Senhor Deus das Escrituras bíblicas. 

O leitor está lembrado que que eu me referi a Allah com sendo ele MALIGNO, IGNORANTE E LEVIANO?

Pois bem. É o se apura no próprio Alcorão. E, quando isso é analisado, com relação às Escrituras bíblicas e outras fontes, a coisa só faz piorar. Pra o Islam evidentemente!

- Que tal um deus (e seu profeta) que sabe menos que uma criança judia ou cristã?

IGNORANTE!

- Que tal um deus (e seu profeta) que usa da mentira para assassinatos de inocentes??? 

LEVIANOS!!!

- E que tal um deus que faz (Também através do seu profeta.) aquilo que Satanás quer?

MALIGNO!

Este é o Allah do Islamismo. E, nas próximas três partes deste artigo, usando o próprio Alcorão, irei demonstrar.

Mas, caso você tenha ficado curioso e ansioso pelo tema, anteriormente eu já havia publicado a Série A IDOLATRIA (MASCARADA) NO ISLAM. Este novo artigo poderá e deverá ser lido com relação a tudo o que naquela série foi escrito. Este será bem mais simples; mas, não deixa de cumprir o propósito de convencer a todos os que amam a verdade acima da religião.

Seria o seu caso?

LINKS:

ALLAH: A Idolatria (Mascarada) No Islam.

https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/09/allah-idolatria-mascarada-no-islam.html?m=1 

- MUHAMMAD: A Idolatria (Mascarada) No Islam (II). 

https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/09/muhammad-idolatria-mascarada-no-islam-ii.html?m=1

- PEDRA NEGRA DA CAABA: A Idolatria (Mascarada) No Islam (III)

https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/09/pedra-negra-idolatria-mascarada-no.html?m=1

- ALLAH, MUHAMMAD (MAOMÉ) & A PEDRA NEGRA (Ou A Idolatria Mascarada No Islamismo)

https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/09/allah-muhammad-maome-pedra-negra-ou.html?m=1

FONTES:

- Ex-muslims Of North-American

https://m.facebook.com/ExMuslimsOrg/photos/a.167221723467566/1580662962123428/?type=3&app=fbl

- Pagan Origins of Islam (Origens Pagãs do Islamismo) 

https://wikiislam.net/wiki/Pagan_Origins_of_Islam?fbclid=IwAR1RT00_GbRlq2vma59Y1KzivxYWMKpd1KQwFgQobvgBfVU_Ilv0b9HiRA0


PARTE 01

POR QUE ALLAH NÃO É DEUS.

Evidências Gritantes  Para Os Que  Não Se  Deixam enganar (E Pasmem-se!) Encontradas Até No Próprio Alcorão.


"Você crê que existe um só Deus? Muito bem! Até mesmo os demônios crêem - e tremem!"

(CARTA DE TIAGO 2:19)


1/ Todo o suposto monoteísmo do Alcorão se resume em uma velha novidade, acompanhada de uma mentira. A velha e nenhuma novidade (Até porque trata-se de uma crença buscada na Bíblia.) está na afirmação de que Deus é um. Mas, nisso até os demônios acreditam. 

Já a mentira, está em querer fazer supor  que Allah, um ídolo das Caabas, seria YHWHE (O Senhor) Deus. Ou seja, o mesmo Deus das Escrituras bíblicas.

2/ Podemos e devemos ter a compreensão de que, no Paganismo árabe, Al Ylah (ou O Deus):

- Poderia estar na conta da divindade ou do ser supremo daquele panteão idólatra. 

- E, portanto, poder, também ser identificado como (se fosse) o Criador.

- Logo, é natural que, em se tratando apenas do nome, Allah possa ser, também, traduzido como Deus. E isso ocorre até nas Bíblia no idioma Árabe 

Em tempo: o nome Allah é a contração de Al com Ylah, a qual forma a palavra Allah. 

3/ MAS...

Eu já havia dito na Introdução (LINK 01):

"Será que apenas o nome basta?

Somente para quem se deixa levar pelo ou por um (deus) Enganador."

Ora, no Satanismo o Diabo é elevado à condição de Deus, mesmo não o sendo. 

Outro problema para um Deus apenas no nome e para o nome ALLAH :

- tal palavra;

- sem um dos L (ALAH de Al Ylah);

- mas, com a mesma pronúncia;

no Hebraico. em algumas passagens bíblicas, tem um terrível significado: MALDIÇÃO.

4/ Quem leu a INTRODUÇÃO deve também estar lembrado de que disse que me refiro àquele que o Islam adora como:

"o SER que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão".

E por que isso?

Por que Deus, nas Escrituras bíblicas, é bem mais do que o nome ou um Deus apenas no nome. Mas, o mesmo não acontece com o tal Allah (deus) do Alcorão.

5/ E isso pode (E precisa!) ser demonstrado até através próprio Alcorão? Sim. E oro para que os amantes da verdade, aqueles que a amam acima da religião, tenham a percepção do que eu falo.

Quem leu a INTRODUÇÃO também se lembrar do que eu disse:

"Que tal um deus (e seu profeta) que sabe menos que uma criança judia ou cristã?

IGNORANTE!

- Que tal um deus (e seu profeta) que usa da mentira para assassinatos de inocentes??? 

LEVIANOS!!!

- E que tal um deus que faz (Também através do seu profeta.) aquilo que Satanás quer?

MALIGNO!"

A IGNORÂNCIA e a MALIGNIDADE do ser que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão serão demonstradas nos dois próximos blocos. Já a sua LEVIANDADE será o tema da Parte 02 desta Série de artigos. E isso porque o uso da mentira para assassinatos de inocentes (ALCORÃO, Sura 9:30) tem implicações teológicas que precisam ser mais detalhadas. E, então, por enquanto, é o que se segue:


6/ QUESTIONE O MUSLIM: Allah, o estúpido. 

- Afinal, que deus Allah é esse? 

- Sabe menos que uma criança! 


ALCORÃO, Sura 11:42-43 - HN:

"...E Noé chamou seu filho, que se achava à parte: "Ó meu filho! Embarca conosco e não te deixes estar com os renegadores da Fé."

Ele disse: "Abrigar-me-ei em uma montanha que me protegerá da água." (...) E as ondas se interpuseram entre ambos: então, foi ele dos afogados."

TORAH, Livro de Gênesis:

- ANTES do Dilúvio:

"E era Noé da idade de quinhentos anos, e gerou Noé a Sem, Cão e Jafé."

- DEPOIS DO DILÚVIO:

"E os filhos de Noé, que da arca saíram, foram Sem, Cão e Jafé; e Cão é o pai de Canaã. Estes três foram os filhos de Noé; e destes se povoou toda a terra." (9:18-19)

NOTA: 

tal como a 9:30 etc., a SURA 11:42-43 é mais um ATESTADO DE ESTUPIDEZ TEOLÓGICA do autor do Alcorão (E não pode ser Deus!). Ele sequer conhecia a história de Noé e do Dilúvio, coisa que qualquer criança judia ou cristã sabe de cor. É por isso que afirmo que um muçulmano, depois de esclarecido, acaba sabendo mais do que o seu deus e profeta juntos. Só no Islam!...


7/ QUESTIONE DURAMENTE O MUSLIM:

Afinal, que deus Allah é esse? 

Ele faz o que Satanás quer!...


1 - ALCORÃO, Sura 4:60:

"Não reparaste, ó Mohammad, naqueles que clamam em crer no que (te) foi revelado (o Alcorão) e no que foi revelado aos que te antecederam (...). O Satanás quer desvia-los profundamente". 

 2 - ALCORÃO, Sura 7:178-179 - HN:

"Quem Allah guia é o guiado. E aqueles a quem ELE DESENCAMINHA, esses são os perdedores. E, com efeito, DESTINAMOS para a Geena muito dos jinns e humanos. (...) Esses são os desatentos."

3 - O QUE TEMOS, ENTÃO? 

- O que Satanás deseja (Desviar os homens para a perdição.) o SER que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão faz. 

- Temos, portanto, uma EVIDÊNCIA  de pra QUEM Allah ora e diz adorar? Além disso, o que a CONDUTA de Muhammad nos diz (P. ex., o seu uso da mentira para o assassinato de inocentes, caso da SURA 9:30)??? 

- ALCORÃO, Sura 1:5-6:

"Só a Ti adoramos e só de Ti imploramos. Guia-nos à senda reta."

Nota:

PRA QUEM Allah ora e diz adorar?

A senda seria "reta", mas, aos  olhos de quem? Do Deus verdadeiro ou do Enganador?

E  agora, Islam?

Aos amantes da verdade, FICA A DICA. 


SIMPLIFICANDO AO MÁXIMO:

Pelo o que eu disse no primeiro bloco, se o Monoteísmo se resumisse à crença de que Deus é um, Satanás, quem sabe, não poderia ser definido como o primeiro "monoteísta"... E não terá sido também o primeiro contumaz TRANSGRESSOR a ostentar ser o que nunca foi? Logo, o problema de Satanás não é a sua crença sobre Deus (correta); mas...  as suas obras (malignas). E qualquer semelhança com o que viriam fazer alguns dos falsos profetas não é por mera coincidência. É instigação diabólica mesmo

Só não vê quem não quer. 

FONTES:

- Ex-muslims Of North-American

https://m.facebook.com/ExMuslimsOrg/photos/a.167221723467566/1580662962123428/?type=3&app=fbl

- Pagan Origins of Islam (Origens Pagãs do Islamismo) 

https://wikiislam.net/wiki/Pagan_Origins_of_Islam?fbclid=IwAR1RT00_GbRlq2vma59Y1KzivxYWMKpd1KQwFgQobvgBfVU_Ilv0b9HiRA0:

-

IMPORTANTE:

Caso o leitor queira nos abençoar, leia
ESTE MINISTÉRIO APOLOGÉTICO & SUA COOPERAÇÃO, publicado em AGOSTO de 2019:
https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/08/este-ministerio-apologetico-sua.html?m=1 
Obs.: não abrir, copie e cole o link na página de busca do Google ou o acesse, neste blogue, pela data da publicação.

"Pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo."
(2 CORINTIOS 6: 10)



PARTE 02 
POR QUE ALLAH NÃO É DEUS.
Evidências Gritantes  Para Os Que  Não Se  Deixam enganar & Encontradas (Pasmem-se!) No Próprio Alcorão.


"Você crê que existe um só Deus? Muito bem! Até mesmo os demônios crêem - e tremem!"
(CARTA DE TIAGO 2:19)

1/ O leitor há de se lembrar que, na Introdução e na Parte Primeira desta Série, eu ponderei na forma de QUESTIONAMENTO:

"Que tal um deus (e seu profeta) que sabe menos que uma criança judia ou cristã?
IGNORANTE!
- Que tal um deus (e seu profeta) que usa da mentira para assassinatos de inocentes??? 
LEVIANOS!!!
- E que tal um deus que faz (Também através do seu profeta.) aquilo que Satanás quer?
MALIGNO!"

2/ Bem. Na Parte Primeira, eu me dediquei a comprovar, através do próprio Alcorão, a IGNORÂNCIA e a MALIGNIDADE do deus muçulmano.  Ou como eu digo, do "ser que se esconde por detrás do nome Allah no livro tido por sagrado pelo Islam".
Nesta, iremos comprovar a sua manifesta LEVIANDADE. Pois a SURA 9:30 nos leva, inevitavelmente, a questionar: que deus é esse que usa da mentira para assassinatos de inocentes? 
- Esta QUESTÃO  será desenvolvida nos dois próximos tópicos. E creio que será o bastante o leitor tentar responder para si mesmo as  várias perguntas geradas pelo verso do Alcorão. 
-:Já nos três últimos tópicos, vou repor as TRÊS QUESTÕES para as quais a religião como com honestidade responder São PERGUNTAS cujas respostas precisam soar mais alto do que o silêncio Islâmico e do que as contradições corânicas.
Segue, então, os tópicos com os QUESTIONAMENTOS à Sura 9:30. 

3/ QUESTIONE O MUSLIM: Allah, o leviano.

- ALCORÃO, Sura 9:30 -  HN:
"E os judeus dizem: "Uzair é filho de Allah." E os cristãos dizem: "O Messias é filho de Allah". Esse é o dito de suas bocas. Imitam o dito dos que, antes, renegavam a Fé. Que Allah os aniquile..."

1 - QUE TAL provarem, fora das mentiras do Alcorão e do Islam, que os judeus crêem num tal Uzair (Ezra ou Izrã, depende da tradução.) como o Filho de Deus?
2 - QUE TAL apresentarem uma só EVIDÊNCIA na literatura judaica religiosa ou não (da suposta crença)?? 
3 - QUE TAL RESPONDEREM por que a ACUSAÇÃO, LEVIANA, foi feita???
- Para "justificar" o EXTERMÍNIO de tribos (clãs) inteiras de judeus e de cristãos? 
- Para servir, até hoje, de desculpa aos  INTEGRANTES DO TERROR??
- E qual é a verdadeira INSPIRAÇÃO do verso, mentiroso e homicida?
a) Deus?
b) Muhammad (maligno e ignorante)??
c) Satã, mentiroso e homicida, como disse Jesus???
Os do Diabo fazem as obras do pai deles, acrescentou. E agora, Islam? 

4/ REFUTANDO O ALCORÃO, Sura 9:30: 

1 - Os judeus jamais diriam que Esdras (Ezra) é O FILHO DE DEUS. E por quê? Equivale reconhecer Ezra ou Izrã ou Uzair (Depende da tradução.) o Messias. E isso conforme o NT, a TORAH (Livro de Gênesis 49:8-10, etc. ) e os SALMOS (2, etc.). Eles ainda esperam o Messias; rejeitam Jesus. 
2 - Já o termo UM FILHO DE DEUS, referindo-se a alguém consta da TORAH (Livro de Gênesis 6), Livro de Jó, etc. 
3 - A QUESTÃO da Sura e do uso da mentira pra o assassinato de inocentes não é só a acusação falsa. Mas, também, a estupidez teológica. 
- Questão (Sobre a Questão) 01:
Por que deveriam ser mortos?
Por que o autor do Alcorão (E não pode ser Deus!) era estúpido teológico ou agiu de má-fé?
- Questão (Sobre a Questão) 02:
Se Ezra (ou Uzair ou Izrã) fosse  chamado de até UM filho de Deus, onde estaria o pecado?  
i - MOISÉS também deveria ser EXTERMINADO? Ele chamou os justos do Antigo Testamento de filhos de Deus.
ii - A TORAH também deveria ser EXTERMINADA? Ela faz o mesmo. 
iii - O SENHOR DEUS deveria ser também EXTERMINADO? Ele, através de Moisés, na Torah, chamou alguns de filhos de Dele. Confiram: TORAH (Livro de Gênesis 6)

EM TEMPO:
- Como o leitor viu, não há EVIDÊNCIAS que prove a acusação leviana feita aos judeus. E a história espera por isso há 1400 anos. 
- Cabe, ainda, lembrar que Uzair ou Ezra ou Izra são traduções para o nome Esdras. É que nem no livro deste escritor bíblico ele refere a si e nem os judeus o identificam (Embora pudessem fazê-lo.) como um dos filhos de Deus. 
- As próximas TRÊS QUESTÕES também deixam o Islam e o seu deus (E mais precisamente por causa desse tal deus!) numa situação desconfortável. Vejamos:

5/ QUESTÃO ALCORÃO, SURA 1:
- ALCORÃO, Sura 1:5-6:
"Só a Ti adoramos e só de Ti imploramos. Guia-nos à senda reta."
Nota:
i - PRA QUEM Allah ora e diz adorar?
ii - Seria para um OUTRO SER, tão ignorante, maligno e leviano quanto ele?
iii - Para QUAL dos outros 359 ídolos da Caaba, de onde ele foi tirado por Maomé?

EM TEMPO:
O texto exige nomes e não explicações. É eu, particularmente, não as aceito, do mesmo modo que os muçulmanos não aceitam explicações teológicas, p. ex., sobre Jesus. Quanto à Caaba e os seus ídolos, dentre os quais Allah, falaremos no próximo artigo. 

6/ QUESTÃO ALCORÃO 4:60 X 7:178-179:
ALCORÃO, Sura 4:60:
"Não reparaste, ó Mohammad, naqueles que clamam em crer no que (te) foi revelado (o Alcorão) e no que foi revelado aos que te antecederam (...). O Satanás quer desvia-los profundamente". 
 2 - ALCORÃO, Sura 7:178-179 - HN:
"Quem Allah guia é o guiado. E aqueles a quem ELE DESENCAMINHA, esses são os perdedores. E, com efeito, DESTINAMOS para a Geena muito dos jinns e humanos. (...) Esses são os desatentos."
Nota:
- Se Satã quer desviar os homens para a perdição...
- E se o ser que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão é quem faz isso...
- Pergunta que não pode se calar: QUEM serve a quem?
Fica a dica para se saber para quem Allah ora e diz adorar. Lembrando que Satanás é o Enganador. De modo que o que seria "senda reta" na ótica dele são o caminho e a estrada largos, os quais conduzem à perdição, como nos advertiu disse Jesus (EVANGELHO DE MATEUS 7).

7/ QUESTÃO SURA 9:30:
- ALCORÃO, Sura 9:30 -  HN:
"E os judeus dizem: "Uzair é filho de Allah." E os cristãos dizem: "O Messias é filho de Allah". Esse é o dito de suas bocas. Imitam o dito dos que, antes, renegavam a Fé. Que Allah os aniquile..."
Nota:
Que deus Allah é esse, o qual usa da mentira para assassinatos de inocentes?
Isso é Monoteísmo ou Satanismo travestido de religião?
Os atos de um contumaz TRANSGRESSOR dos Mandamentos de Deus que se disse profeta da submissão, mas só se for ao Diabo, mentiroso e homicida, como disse Jesus (JOÃO 8:43-44) são, também, uma  das EVIDÊNCIAS para a verdadeira resposta.

LINKS:

1 - INTRODUÇÃO:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1865490296932606/?app=fbl

2 - PARTE PRIMEIRA:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1866520306829605/?app=fbl

3 - MUHAMMAD (MAOMÉ) & O ISLAM SEM MÁSCARAS: Vídeo, Artigos & Links Para Ninguém Mais Deixar-se Enganar & Os do Auto-engano Abandonar O Erro. 

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1785302894951347/?app=fbl

FONTES:

- Ex-muslims Of North-American

https://m.facebook.com/ExMuslimsOrg/photos/a.167221723467566/1580662962123428/?type=3&app=fbl

- Pagan Origins of Islam (Origens Pagãs do Islamismo) 

https://wikiislam.net/wiki/Pagan_Origins_of_Islam?fbclid=IwAR1RT00_GbRlq2vma59Y1KzivxYWMKpd1KQwFgQobvgBfVU_Ilv0b9HiRA0:

-

IMPORTANTE:

Caso o leitor queira nos abençoar, leia
ESTE MINISTÉRIO APOLOGÉTICO & SUA COOPERAÇÃO, publicado em AGOSTO de 2019:
https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/08/este-ministerio-apologetico-sua.html?m=1 
Obs.: não abrir, copie e cole o link na página de busca do Google ou o acesse, neste blogue, pela data da publicação.

"Pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo."
(2 CORINTIOS 6: 10)

PARTE 03

POR QUE ALLAH NÃO É DEUS.


"QUE TAL um deus que mente para os seus adoradores (...)? E, principalmente, a respeito da salvação, os quais, de acordo Jesus, estarão eternamente no lugar de tormento e companhia dos demônios!"


1/ IMAGINE ALGUÉM:

- Durante toda a sua vida... 

- Pelo menos cinco vezes ao dia... 

- Por as nádegas para cima, enterrar o rosto  no chão...

- Trazendo na boca o nome de um ídolo, julgando ser o mesmo o Deus. 

- IMAGINE ALGUÉM: durante toda a sua vida; pelo menos cinco vezes ao dia; com a cara enterrada no chão e as nádegas pra cima; mencionando: o nome de um falso profeta, com se fosse (E não é?) o parceiro desse ídolo.... 

É possível alguém se sentir bem e confiante fazendo isso?

Sim e por que não?

Só que essa ILUSÃO tem um prazo de validade: o dia da sua morte.

2/ JESUS DISSE

que o INFERNO está preparado para o Diabo e seus demônios. Mas, disse também que não entrarão no CÉU os que amam e praticam a mentira. Até porque, infelizmente, sempre haverá os que eles e a mentira se merecem.

A ilusão dos mesmos, quanto à salvação e a felicidade eterna, terminará  exatamente no momento de sua morte. Quando se dará sua entrada no inferno.

E por quê?

Como disse Jesus, tal pessoa amou e praticou a mentira (APOCALIPSE 21:8).

3/ O QUE EU TENHO DEMONSTRADO

nesta Série, apontando o próprio Alcorão, já deveria fazer qualquer muçulmano, (Que ame a verdade acima da religião, obviamente!) pelo menos verificar se o que eu digo é ou não  verdade.

E como sempre eu lhes DESAFIO, deveriam tentar provar o contrário do que eu afirmo. Fazendo isso, estariam prestando um grande favor à própria alma, a qual é eterna.

Vejam como é sério o que já enfatizei, demonstrando através do Alcorão:

i - "QUE "DEUS" É ESSE (e seu profeta) que sabe menos que uma criança judia ou CRISTÃ? IGNORANTE! (Sura 11:42-43 /Parte ) 

ii - QUE "DEUS" É ESSE (e seu profeta) que usa da mentira para assassinatos de inocentes???  LEVIANOS!!! (Sura 9:30 / Parte )

iii - QUE "DEUS" É ESSE que faz (Também através do seu profeta.) aquilo que Satanás quer? MALIGNO!" (Sura 4:60 X 7:178-179)

iv - QUE "DEUS" É ESSE que ora e diz adorar a um outro ser? (Tal ser está sendo identificado, com clareza nesta Série, aos que têm olhos para ver e ouvidos para ouvir, peço a Deus). 

Se o leitor pensa que é tudo, não é. Podemos, ainda, dentre tantas outras CARACTERÍSTICAS SATÂNICAS, ao contrário dos ATRIBUTOS DIVINOS, discorrer também sobre Allah:

v - QUE TAL um deus que mente para os seus adoradores (SURA 19:67-72)? E, principalmente, a respeito da salvação, os quais, de acordo com Jesus, estarão perdidos eternamente, no lugar de tormento e companhia dos demônios! 

vi - QUE TAL um deus que teria por profeta a um contumaz TRANSGRESSOR dos Mandamentos do Deus verdadeiro? Este profeta se disse profeta da submissão, mas só se for ao Diabo, mentiroso e homicida, como disse Jesus (EVANGELHO DE JOÃO 8:43-44).

vii - E QUE TAL sabermos de onde que tal profeta tirou esse deus? 

Destes três últimos itens passaremos a tratar nos TÓPICOS seguintes.

4/ "I - OS MUÇULMANOS & A DESGRAÇA

de Serem Enganados Pelo Livro  No Qual Acreditam

SURA 19:67-72 - HN:

" 67 "E o ser humano diz:

"Quando morrer, far-me-ão sair vivo?

68 Então, por teu Senhor!

REUNI-LO-EMOS  E AOS DEMÔNIOS , em seguida, fa-los-emos estar presentes, ao redor da Geena, genuflexos.

69 Em seguida, tiraremos de cada seita, o mais rebelde deles contra O Misericordioso.7

70 - E, em verdade, nós somos o melhor Sabedor  dos que são mais merecedores de ser por ela queimados.

71 E NÃO HAVERÁ NINGUÉM DE VÓS QUE POR ELA NÃO PASSE. É determinação decretada, que impende a teu Senhor.


72 Em seguida, SALVAREMOS OS QUE FORAM PIEDOSOS e deixaremos nela, os injustos, genuflexos."

NOTAS:

1 - São palavras e promessa (Credíveis?) do livro de um contumaz TRANSGRESSOR dos Mandamentos de Deus, que se disse profeta da submissão, mas só se for ao Diabo, mentiroso e homicida (LINK).

2 - E O PIOR: a promessa do verso 19:72 é uma FARSA. Jesus já havia dito que não há escapatória para quem chegar ao lugar de tormento e companhia dos demônios (EVANGELHO DE LUCAS 16)."

Extraído de

SURA 19:67-72: A Maior Mentira do Alcorão.

Saibam, nós pormenores, abrindo o LINK    referente. 

5/ SERÁ 

que Deus teria por profeta a um contumaz TRANSGRESSOR dos Mandamentos de Dele, que se disse profeta da submissão? 

- ISSO não traria (e traz) vergonha ao Seu nome que é santo (ISAÍAS 6 / JOÃO 12)??? 

- SE o Islam seria mesmo submissão, importa, sem sofisma, responder:

- A QUEM o profeta do Islam obedeceu? Ao Deus das Escrituras bíblicas???

Ou aos seus instintos bestiais e a Satã, mentiroso e homicida, como disse Jesus (JOÃO 8:43-44)?

6/ O QUE SE SEGUE

é apenas UM RESUMO breve do que se pode apurar sobre o profeta do e para o Islam. É, também  o que se apura nas FONTES de sua própria religião: o Alcorão e/ou Tradições Islâmicas. 

QUESTIONANDO DURAMENTE O MUSLIM:

1 - Se acaso você soubesse que o líder da sua religião foi um hipócrita... 

2 - E hipócrita, ao ponto de ser um contumaz TRANSGRESSOR dos Mandamentos de Deus que se dizia profeta da submissão, mas só se for ao Diabo, mentiroso e homicida, como disse Jesus (EVANGELHO DE JOÃO 8:43)...

3 - Sujo por dentro, ao ponto de cobiçar sexualmente até a esposa do filho (adotivo)... 

4 - E falso, ao ponto de forjar revelação para justificar o "casamento" com a ex-nora...

5 - Tão desconhecedor da Torah, ao ponto de ser polígamo... Não sabendo que o líder principal do verdadeiro Monoteísmo (E ele alegava ser.) tinha Mandamento para ser casado com uma só esposa...

6 - Fosse um praticante das obras do Diabo (Mentira e assassinatos), em nome do seu deus. Ao ponto de usar da mentira para assassinatos de inocentes, caso dos judeus e dos cristãos, no livro que dizia ser sagrado (SURA 9:30)...  (Mas... Será que a mentira e o homicídio foram "santificados" porque tal profeta e o seu deus os praticaram?)

Então, o que você faria? Seguiria tal profeta, o seu deus e o seu livro?  Ou a Jesus, "o caminho, e a verdade e a vida"? (JOÃO 14:6)

Como eu disse, trata-se de um pequeno resumo. Mas, caso o leitor queira se aprofundar no assunto, LINK YXZ abri-se-lhe essa possibilidade.

7/ Um FALSO PROFETA pode falar (Dizendo-se enviado.) em nome do DEUS VERDADEIRO. Isso acontece desde a TORAH (Livro de Deuteronômio 13). E, por isso mesmo, os judeus foram advertidos para não aceitar qualquer um que se diga profeta.

Ainda que tal profeta fizesse milagres ou previsões que se cumprissem, se ele não falasse em nome de YHWHE (O Senhor) Deus, ele deveria ser morto.

No EVANGELHO (Mateus, capítulos 7, 24, etc.), Jesus prediz e nos previne a respeito do aparecimento dos FALSOS PROFETAS . E nos adverte saber o identificar  pela  CONDUTA.

É pelos frutos que se conhece a árvore, ensina Jesus. Logo, um falso profeta pode:

- Falar em nome de YHWHE Deus;

- O operar milagres e prodígios;

- Fazer previsões que se cumpram;

e, não tendo uma BOA CONDUTA, ser  falso. .

E o que pensar de MUHAMMAD (Maomé) e do seu deus?

- Ele NÃO falou em nome do Deus verdadeiro!

- Também NÃO operou milagres!

- Ele NÃO fez previsões que se cumprisse!

- Além de NÃO ter uma boa conduta. Do ponto de vista das Escrituras bíblicas, a CONDUTA do profeta do e para o Islam pode ser descrita com uma só palavra: ABOMINÁVEL! Voltem ao tópico anterior. 

Daí, há que se poder dizer (Como já foi dito.) que, com Maomé o ENGANO RELIGIOSO é tal, que o lobo já nem precisa vestir-se de ovelha.

E qual a razão deste artigo falar de Maomé, se o título é POR QUE ALLAH NÃO É DEUS?

Um falso profeta, como eu já disse, pode falar em nome (Como se fosse enviado.) do Deus verdadeiro. Já em nome de um Deus falso, nenhum profeta verdadeiro irá falar. O profeta do e para o Islam sequer falou em nome do Deus verdadeiro. E onde ele foi buscar o deus Allah do Alcorão?

No próximo artigo iremos tratar disso. 

LINKS (Por que Allah não é Deus): - INTRODUÇÃO:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1865490296932606/?app=fbl

 - PARTE 01:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1866520306829605/?app=fbl

- PARTE 02:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1868077620007207/?app=fbl

OUTROS LINKS:

- MUHAMMAD (MAOMÉ) & O ISLAM SEM MÁSCARAS 

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1785302894951347/?app=fbl

- SURA 19:67-72: A Maior Mentira do Alcorão.

https://missaoimpactar.blogspot.com/2020/05/i-os-muculmanos-desgraca-de-serem.html?m=1

FONTES:

- Ex-muslims Of North-American

https://m.facebook.com/ExMuslimsOrg/photos/a.167221723467566/1580662962123428/?type=3&app=fbl

- Pagan Origins of Islam (Origens Pagãs do Islamismo) 

https://wikiislam.net/wiki/Pagan_Origins_of_Islam?fbclid=IwAR1RT00_GbRlq2vma59Y1KzivxYWMKpd1KQwFgQobvgBfVU_Ilv0b9HiRA0:

-

IMPORTANTE:

Caso o leitor queira nos abençoar, leia
ESTE MINISTÉRIO APOLOGÉTICO & SUA COOPERAÇÃO, publicado em AGOSTO de 2019:
https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/08/este-ministerio-apologetico-sua.html?m=1 
Obs.: não abrir, copie e cole o link na página de busca do Google ou o acesse, neste blogue, pela data da publicação.

"Pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo."
(2 CORINTIOS 6: 10)

PARTE FINAL 

POR QUE ALLAH NÃO É DEUS:

Na Introdução e nas três primeiras partes desta Série, mostramos, no próprio Alcorão o seguinte: a) Ao contrário dos esperados ATRIBUTOS DIVINOS, b) O que podemos apontar no SER que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão?  c) CARACTERÍSTICAS SATÂNICAS!

O uso da mentira para assassinatos de inocentes, na SURA 9:30. Allah se gabando de fazer o que Satanás deseja (4:60 X 7:178-179). Etc. e etc.

Nessas últimas quatro partes, de maneira pontual, vamos identificar Allah antes do mesmo ser adotado por Muhammad (Maomé) como se fosse (Mas, não é.) o mesmo Deus das Escrituras bíblicas.


- PARTE 04

POR QUE ALLAH NÃO É DEUS.

i - A palavra para Deus no Árabe é ILAH. E tal palavra, à semelhança do ELOHIM do Hebraico, tanto pode se referir ao Deus criador verdadeiro, quanto aos deuses do Politeísmo

E à palavra ILAH se juntou o AL  Logo,  ALLAH é uma contração de AL+ ILAH, significando O "Deus".

Então, tal divindade (Ou "Deus".) poderia ser identificada como se fosse o ser supremo ou o Criador? Sim.

Em várias culturas existe a ideia de um ser supremo (Deus dos deuses ou o Criador). E Não é, portanto, novidade que, em se levando em conta apenas o NOME (E não o SER.), seja Allah identificado. como este Deus. Ou seja: aquele que seria (Mas... Allah é realmente?) o ser supremo e o criador.

ii - Tal ideia serve para o Alcorão, como poderia também valer para o Paganismo Árabe. Mas, em se tratando de Allah, serve para o Monoteísmo das Escrituras bíblicas? Não. 

A Caaba ou as Caabas tinham o seu ser supremo, o qual poderia estar ou ser posto na conta do Criador. Mesmo não sendo ele o Senhor (YHWHE) Deus (ELOHIM) bíblico. E este, sim, é o verdadeiro Criador e adorado na crença realmente monoteísta.

iii - SIMPLIFICANDO AO MÁXIMO :

Deus NÃO é apenas um ou o nome Deus. Deus é um SER. Pode alguém, em qualquer cultura,  chamar de Deus, supondo se referir ao Criador, a qualquer outro ser (Real ou fictício!). Mas isso não significa que o Senhor Deus das Escrituras bíblicas esteja sendo, por esse alguém ou em tal cultura, corretamente identificado e adorado.

Na Introdução e nas três primeiras partes desta Série, demonstramos por que o Allah do Alcorão não é o mesmo Deus bíblico. E, tendo feito isso, podemos e devemos concluir o seguinte: -  Os cristãos traduzam e usam a palavra ALLAH para Deus, na Bíblia em Árabe?

Sim. 

Mas,  é o SER que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão que os cristãos invocam?

Não.

Eles adoram ao Senhor (YHWHE) Deus (ELOHIM) da Bíblia, ainda que traduzem a palavra Deus (ELOHIM) como sendo Allah. Quando deveria ser ILAH. 


- PARTE 05

POR QUE ALLAH NÃO É DEUS.



1/ Como eu disse, embora até pudesse e viesse a ser identificado como o Criador (ou o ser supremo), Allah era um dos 360 ídolos da Caaba:

"Narrou 'Abdullah bin Masud: O Profeta entrou em Meca e (naquela época) havia trezentos e sessenta ídolos ao redor da Caaba. Ele começou a despedaçar os ídolos com um pedaço de pau que tinha na mão e recitar: "A verdade (o Islã) chegou e a falsidade (a descrença) desapareceu."

(SAHIH BUKHARI 3: 43: 658)

2/ Apesar de ter descartado os ídolos, Muhammad (Maomé) cometeria três erros capitais:

 CAABA: EM QUÊ MAOMÉ ERROU FEIO?  

1 - Tentou ligar ou identificar a Caaba com Abraão (ALCORÃO, Sura 3:96, etc.). A suposta ligação é desmentida, pois inexiste na Torah. 

2 - Conservou  a Caaba e o  culto à Pedra Negra. E qual a relação do "profeta" com a Pedra Negra? De VENERAÇÃO IDÓLATRA! 

3 - Quis fazer supor que o tal Allah seja o Senhor (YHWHE) Deus (ELOHIM) da Bíblia. Não é.  E estamos demonstrando. 

3/ E não é que Maomé até pensou em destruir a Caaba? Eis a EVIDÊNCIA de que ele: 1 - Manteve um culto pagão, elegendo o talvez seu ídolo principal (Allah); 2 - Tentou ligar tal culto e tal deus a Abraão e ao Monoteísmo bíblico; 3 - Quis atrair ao suposto monoteísmo Islâmico tanto os árabes idólatras quanto os verdadeiros monoteístas, os judeus e os cristãos.

"Narrou Aswad: Ibn Az-Zubair me disse: "Aisha costumava lhe dizer secretamente uma série de coisas. O que ela disse a você sobre a Ka'ba?" Eu respondi: "Ela me disse que uma vez o Profeta disse, 'O' Aisha! Se seu povo não estivesse ainda perto do período pré-islâmico de ignorância (infidelidade)! Eu teria desmantelado a Ka'ba e teria feito duas portas nela; uma para entrada e outra para saída." (SAHIH BUKHARI 1:13:128)

Nota:

Como assegura uma das fontes a que estou recorrendo (Confira no LINK 01):

"A adoração na Ka'aba e o beijo da Pedra Negra são, de acordo com a tradição islâmica, uma das muitas práticas adotadas no paganismo dos habitantes de Meca no século 7 e reembaladas dentro do Islã monoteísta."

Acho que já não é preciso dizer mais nada e podemos encerrar esta parte por aqui.

FONTES:

- Ex-muslims Of North-American

https://m.facebook.com/ExMuslimsOrg/photos/a.167221723467566/1580662962123428/?type=3&app=fbl

- Pagan Origins of Islam (Origens Pagãs do Islamismo) 

https://wikiislam.net/wiki/Pagan_Origins_of_Islam?fbclid=IwAR1RT00_GbRlq2vma59Y1KzivxYWMKpd1KQwFgQobvgBfVU_Ilv0b9HiRA0:

-

IMPORTANTE:

Caso o leitor queira nos abençoar, leia
ESTE MINISTÉRIO APOLOGÉTICO & SUA COOPERAÇÃO, publicado em AGOSTO de 2019:
https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/08/este-ministerio-apologetico-sua.html?m=1 
Obs.: não abrir, copie e cole o link na página de busca do Google ou o acesse, neste blogue, pela data da publicação.

"Pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo."
(2 CORINTIOS 6: 10)

- PARTE 06

POR QUE ALLAH NÃO É DEUS.

1/ ALCORÃO, Sura 3:96 - HN-:

"Por certo, a primeira Casa de Allah, edificada para os homens, é a que está em Bakkah, é abençoada e serve de orientação para os mundos."

2/ DESMENTIDO:

No meu livro A BÍBLIA & O ISLÃ: 50 PERGUNTAS (Cujas Respostas Precisam Soar Mais Alto Que O Silêncio Islâmico & do Que As Contradições Corânicas)  escrevi dois longos artigos sobre o tema Caaba. E o tema incide fortemente sobre a pessoa de Ismael. Em seu desenvolvimento, demonstro e levanto QUESTÕES DE IMPOSSÍVEL REFUTAÇÃO para o Islamismo:

i – Até a construção do Tabernáculo  (Templo móvel.) por  Moisés, não há nas sagradas escrituras (leia-se: bíblia.) sequer o conceito de templo erguido ao Deus bíblico.

ii – O  conceito de Templo (Casa de Deus, ainda que móvel.) somente aparece no livro de Êxodo, 400 anos depois de Abraão e Ismael.

iii – Não há nas sagradas escrituras sequer a menção de que Abraão, juntamente com Ismael, teria peregrinado na Arábia. E muito menos que tenha ali estabelecido qualquer forma de culto e construído quaisquer templos.

iv – Ismael sequer é mencionado como adorador do Deus bíblico.

- Deus se revela e fala diretamente com Abraão sobre suas promessas e Alianças (TORAH, Livro de Gênesis 12:1-3, 15:1-21, 17:1-8; 18:1-33, 22:1-9; 12:1-3).

- Deus se revela e fala diretamente com Isaque sobre suas promessas e Alianças(26:1-25).

- E no que diz respeito a Ismael? Não há nas Sagradas Escrituras nem um sequer registro de revelação pessoal ou de diálogo de Deus com ele. E nem de que tenha Ismael abençoado a quem quer que seja com as bênçãos espirituais de Abraão.

Aqui ainda cabe um paralelo muito importante: enquanto dos descendentes diretos de Abraão e Sara profetiza Deus que se tornariam uma benção para as nações (Deles viria o redentor de toda a humanidade.), o que diz Deus (profeticamente) sobre Ismael???

O senhor fala a Agar, sua mãe, e não a Abraão, o que possivelmente seria duro demais para este (como pai)  ouvir (TORAH, Livro de Gênesis 16:12).

- Deus se revela e fala diretamente com Jacó sobre suas promessas e Aliança em GÊNESIS  28:10-17 e 35:1. E Jacó, cônscio de sua herança espiritual, abençoaria as tribos formadoras da futura nação judaica (LIVRO DE GÊNESIS, capítulo 49.).

v – Não há nas Sagradas Escrituras sequer a menção de que os ismaelistas ou os árabes adorassem ao Deus bíblico.

Seria natural, se Ismael (Como quer o delírio corânico, sobre a construção da suposta Kaaba.) tivesse se tornado em verdade um adorador do Senhor; mas, não é o que acontece.

vi – Quando das instruções para a construção do Tabernáculo de Moisés, Deus sequer menciona a existência de uma suposta Kaaba. E com um agravante: as instruções foram dadas na Península Arábica. (TORAH,  Livro de Êxodo, do capítulo 25 ao 31 e do 35 ao 40.)  

vii – E  quando da construção do Templo de Jerusalém, Deus sequer menciona (a Davi e a Salomão) a existência de qualquer templo construído por Abraão e Ismael. Antes, pelo contrário: afirma jamais ter habitado até àquela data (1500 anos depois de Abraão e Ismael.)  qualquer casa (Edificação.), mas, sim, em tenda (No Tabernáculo). 

- O silêncio bíblico apenas atesta a mentira corânica.

- O  testemunho de Deus sobre o tema apenas comprova a mentira do Alcorão.

 As instruções, detalhadas, das Escrituras bíblicas são um contraponto à pobreza informacional do Alcorão que, basicamente resume sua narrativa sobre este outro tema tão importantes em poucos versos (SURA 3:96-97). Na Bíblia, as instruções sobre o Templo são encontradas no PRIMEIRO LIVRO DAS CRÔNICAS, do capítulo 22 ao 29 e no SEGUNDO LIVRO, do capítulo terceiro ao sétimo. E o próprio Deus (YHWH), capítulo 17 do PRIMEIRO DEUS, cerca de mil anos de Jesus e oitocentos depois de Abraão e Ismael terem existido, foi taxativo:

“Em casa nenhuma morei, desde o dia em que fiz subir a Israel (TEMPOS DE MOISÉS) até ao dia de hoje; mas fui de tenda em tenda, e de tabernáculo em tabernáculo.

"Por todas as partes por onde andei com todo o Israel, porventura falei alguma palavra a algum dos juízes de Israel, a quem ordenei que apascentasse o meu povo, dizendo: Por que não me edificais uma casa de cedro?

Agora, pois, assim dirás a meu servo Davi:

(...)

E há de ser que, quando forem cumpridos os teus dias, para ires a teus pais, suscitarei a tua descendência depois de ti, um dos teus filhos, e estabelecerei o seu reino.

Este me edificará casa; e eu confirmarei o seu trono para sempre.”  

3/ CONCLUSÃO:

Na SURA 9:30 houve o uso da mentira para assassinatos de inocentes, caso dos judeus e dos cristãos. E isso deu início à EXPANSÃO do Islam pela espada. Já na 3:96, o que temos? Novamente o uso da mentira. E Maomé querendo dar legitimidade ao culto pagão da Caaba. Para tanto, ele quer ligar aquele templo idólatra ao monoteísta Abraão e ao Monoteísmo das Escrituras bíblicas.

Só que para ser um verdadeiro monoteísta, ele não poderia fazer o que fez: mentir, usando o nome di Deus bíblico e sua Palavra em vão. Teria que se converter ao Judaísmo ou à fé cristã-judaica. E ter, realmente, destruído a Caaba de Meca e as outras da Arábia. Coisa que ele até pensou fazer, apura-se nas Tradições Islâmicas. Mas... desistiu! Será por quê? A última parte (07) desta Série nos ajudará a entender. 

FONTES:

- Ex-muslims Of North-American

https://m.facebook.com/ExMuslimsOrg/photos/a.167221723467566/1580662962123428/?type=3&app=fbl

- Pagan Origins of Islam (Origens Pagãs do Islamismo) 

https://wikiislam.net/wiki/Pagan_Origins_of_Islam?fbclid=IwAR1RT00_GbRlq2vma59Y1KzivxYWMKpd1KQwFgQobvgBfVU_Ilv0b9HiRA0:

-

- Parte 07

POR QUE ALLAH NÃO É DEUS.

1/ Eu disse que a relação de Muhammad (Maomé) com a Pedra Negra da Caaba era uma relação idólatra. Então, vejamos:

DEMONSTRAÇÃO 01:

Salim narrou que seu pai disse:

Eu vi Apóstolo de Allah chegar a Meca, ele primeiro beijou o canto da Pedra Negra, enquanto fazia Tawaf e fez ramal nas primeiras três voltas das sete voltas (de Tawaf). (BUKHARI, VOL. 0 2, LIVRO 26, NÚMERO 673)

DEMONSTRAÇÃO 02:

Narrou Az-Zubair bin ‘Arabi:

Um homem perguntou a Ibn ‘Umar sobre tocar a Pedra Negra. Ibn ‘Umar disse, “Eu vi o Apóstolo de Allah tocando e beijando-a.” O que perguntava disse, “Mas, e se houver uma multidão (muitos à volta) em torno da Kaaba e as pessoas me impedirem, (o que devo fazer?)” Ele respondeu com raiva, “Fique no Iêmen (já que esse homem era do Iêmen). Eu vi o Apóstolo de Allah tocando e beijando-a [a pedra negra]”. (BUKHARI, VOL. 02, LIVRO 26, NÚMERO 680)

DEMONSTRAÇÃO 03:

Narrou Rabia 'bin Abis:

'Umar veio perto da Pedra Negra, beijou-a e disse: "Sem dúvida, eu sei que você é uma pedra E QUE NÃO PODE BENEFICIAR NEM PREJUDICAR NINGUÉM. Se eu não tivesse visto o beijo do Apóstolo de Allah, eu não teria te beijado". (BUKHARI,, VOL. 2, LIVRO 26, NÚMERO 667)

Na verdade, o Islam vive de uma IDOLATRIA MASCARADA. Isso faz com que o muçulmano seja inconscientemente um idólatra em potencial. Ele ADORA UM ÍDOLO (Allah), supondo que o mesmo seja o Senhor Deus do Monoteísmo das Escrituras bíblicas. Ele é obrigado a nutrir pelo profeta do e para o Islam uma VENERAÇÃO IDÓLATRA Confira no Print 02). Enquanto que tal profeta tinha pela Pedra Negra da Caaba uma também  IDÓLATRA VENERAÇÃO.


2/ E sobre a Pedra Negra da Caaba, eu não disse tudo. Agora vejam:

"Os deuses pagãos da Arábia pré-islâmica eram adorados na forma de pedras ou rochas retangulares. Por exemplo, a divindade pagã 'Al-Lat', mencionada no Alcorão 53:19, e considerada pelos pagãos pré-islâmicos como uma das filhas de Alá, já foi venerada como uma rocha cúbica em Ta'if, na Arábia Saudita, de acordo com a fontes islâmicas sobre o assunto, escritas após a ascensão do Islã. Um edifício foi construído sobre a rocha para marcá-la como uma casa de adoração.

Al-lat ficava em al-Ta'if e era mais recente que Manah. Ela era uma rocha cúbica ao lado da qual um certo judeu costumava preparar seu mingau de cevada (sawiq). Sua custódia estava nas mãos de banu-'Attab ibn-Malik dos Thayif, que havia construído um edifício sobre ela. [...] Ela é o ídolo que Deus mencionou quando disse: "Você viu Al-lat e al-'Uzza (Surah 53:19)? [2]

Kitab Al-Asnam (O Livro dos Ídolos), p 14"

Extraído de Pagan Origins of Islam (Origens Pagãs do Islamismo).

3/

-  VALE REPETIR:

Na verdade, o Islam vive de uma IDOLATRIA MASCARADA. Isso faz com que o muçulmano seja inconscientemente um idólatra em potencial. Ele ADORA UM ÍDOLO (Allah), supondo que o mesmo seja o Senhor Deus do Monoteísmo das Escrituras bíblicas. Ele é obrigado a nutrir pelo profeta do e para o Islam uma VENERAÇÃO IDÓLATRA Confira no Print 02). Enquanto que tal profeta tinha pela Pedra Negra da Caaba uma também  IDÓLATRA VENERAÇÃO

- E CABE ACRESCENTAR:

Se Maomé deve mesmo o que conseguiu em vida a algo, esse algo é a PEDRA NEGRA da Caaba. Não quero dizer que o que ele "conquistou" tenha lhe garantido lugar junto ao verdadeiro Deus na Eternidade; antes, pelo contrário.

Mas... todo o prestígio político, o poderio militar (5:33)  os benefícios financeiros (8: 1 e 41)  e os favores sexuais (33: 37 e 50-53) certamente não lhe seriam possíveis e nem aceitáveis, caso tivesse se convertido de verdade ao Judaísmo ou Cristianismo bíblico.

Logo, ele não pode ensinar o verdadeiro Monoteísmo, até porque ele sequer tinha noção do que se tratava. Uma outra EVIDÊNCIA são os seus inúmeros casamentos, além de possuir escravos e escravas sexuais. De acordo com a TORAH, o líder principal do verdadeiro Monoteísmo não poderia ser polígamo e nem promíscuo, como ele foi. Confiram no PRINT abaixo e abrindo o LINK 03. Só que ele não tinha noção dessas coisas. E como poderia saber que o SER que se esconde por detrás do nome Allah não é o mesmo Senhor (YHWHE) Deus (ELOHIM) dos judeus e dos cristãos?


FONTES:

- Ex-muslims Of North-American

https://m.facebook.com/ExMuslimsOrg/photos/a.167221723467566/1580662962123428/?type=3&app=fbl

- Pagan Origins of Islam (Origens Pagãs do Islamismo) 

https://wikiislam.net/wiki/Pagan_Origins_of_Islam?fbclid=IwAR1RT00_GbRlq2vma59Y1KzivxYWMKpd1KQwFgQobvgBfVU_Ilv0b9HiRA

-:The Pagan Religious Sources of Islam:

:https://www.answering-islam.org/Silas/pagansources.htm

- The Influence of Animins on Islam

https://www.answering-islam.org/Books/Zwemer/Animism/index.htm

- "Allah é o mesmo Deus dos judeus e dos cristãos ou é um outro Deus" / Pr Martinez - CPAC :

https://m.youtube.com/watch?v=eKpcVHMK4qA&feature=youtu.be


LINKS:

1 - PAGAN ORIGINS OF ISLAM (Origens Pagãs do Islamismo):

https://l.facebook.com/l.php?u=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FExMuslimsOrg%2Fphotos%2Fa.167221723467566%2F1580662962123428%2F%3Ftype%3D3%26app%3Dfbl&h=AT3UIND5fnZAfaTPfMcSGmm7Q6DyoqwWfIYF1Eq-mCdcdJgoiJxA6jojEy-rJExwgmaNfQ4asgcZjmOzHQE1N9iC8G3fnh32bx4hQoL_96OkcBr_vwodOg-IR8z82xLhHXBO-B2LABugkTCa0ioAbkp-kA

2 - A BÍBLIA & O ISLÃ: 50 PERGUNTAS (Cujas Respostas Precisam Soar Mais Alto Que O Silêncio Islâmico & do Que As Contradições Corânicas):

http://missaoimpactar.blogspot.com.br/2015/12/a-biblia-o-isla-50-perguntas-cujas.html

3 - REFUTAÇÃO À POLIGAMIA 

(Através de Dois Debates Com Um "Jih*dist*" das Redes Sociais)

https://missaoimpactar.blogspot.com/2020/09/refutacao-poligamia-atraves-de-dois_1.html?m=1

4  - ALLAH: A Idolatria (Mascarada) No Islam  (I):

https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/09/allah-idolatria-mascarada-no-islam.html?m=1

5  - MUHAMMAD  (MAOMÉ):

A Idolatria Mascarada No Islam  (II).

https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/09/muhammad-idolatria-mascarada-no-islam-ii.html?m=1

6 - PEDRA NEGRA DA CAABA: A Idolatria (Mascarada) No Islam (III):

https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/09/pedra-negra-idolatria-mascarada-no.html?m=1

7 - O CASO ISMAEL 02: “PROFETA”? SEM EVIDÊNCIA DE SEQUER TER SIDO MONOTEÍSTA???

http://missaoimpactar.blogspot.com/2018/02/o-caso-ismael-02-profeta-sem-evidencia.html?m=1

LINKS (da Série):

- INTRODUÇÃO:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1865490296932606/?app=fbl

 - PARTE 01:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1866520306829605/?app=fbl

- PARTE 02:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1868077620007207/?app=fbl

- PARTE 03:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1871371519677817/



 LEITURA E/OU AQUISIÇÃO:

.
Atendendo ao preceito de Jesus Cristo “de graça recebestes, de graça daí”, a obra do autor está disponibilizada no blog MISSÃO IMPACTAR e o será também, futuramente, como documento do Google. Observando-se, porém, que a rolagem, quando não no formato comercializado, é bem deficitária.  A aquisição dos LIVROS DO AUTOR já disponível em PDF pode ser feita através de pedido por e-mail,. E sendo mediante envio de oferta voluntária de qualquer valor (com o comprovante de depósito) a este ministério. 

IMPORTANTE:
Caso o leitor queira nos abençoar, leia
ESTE MINISTÉRIO APOLOGÉTICO & SUA COOPERAÇÃO, publicado em AGOSTO de 2019:
https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/08/este-ministerio-apologetico-sua.html?m=1 

OUTRA  OPÇÃO DE AJUDA:
Faça um PIX sem compromisso para a chave:
"Pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo."
(2 CORINTIOS 6: 10)


 APÊNDICE 01:

- PRINT:



- LINK:

http://porquenuncasereimuculmano.blogspot.com/2015/12/allah-deus-do-islam-significa-maldicao.html?m=1

OBS.: Este LINK não abre numa rede social como o Facebook. Podemos imaginar o porquê: a nefasta Lei da Blasfêmia funcionando no Ocidente, como que o Islam. 

- TEXTO (Excertos):

 "Por isso a maldição [" alah ] tem consumido a  terra; e os que habitam nela são desolados ..."     Isaías 24                                      :

 A palavra hebraica para "maldição" - pronuncia-se "alah", mesmo que Allah, "Deus" em árabe.

Pesquisando e comparando  as letras hebraicas das palavras "alah" e as letras árabes de Allah; conclui que  são exatamente as mesmas, exceto pronúncia , e um "L" a mais, vejam:

אלה, alah ("maldição" em hebraico) e الله, Allah ("Deus" em árabe), onde:

א = aleph (Hb) é equivalente a ا = alif (árabe), ou "A", em Inglês

ל = lamed (Hb) é equivalente a ل = lam (árabe), ou "L" em Inglês; "Allah" tem dois "L" s em árabe

ה = heh (Hb) é equivalente a å = ha (árabes), ou "H" em Inglês

(...)

 A palavra hebraica "maldição" e da palavra árabe "Allah" não apenas tem o mesmo som, com exceção de um "L" extra, elas são as mesmas.......(((FONTE NO HEBRAICO)))

Há uma ideia chamada "lei da primeira ocorrência" (... ) em que se localiza a primeira ocorrência de uma palavra nas escrituras, fornecendo orientações de como a palavra ou conceito é definida na palavra de DEUS.

(...) 

Ao analisar a "maldição" (אלה, alah), sua primeira utilização aparece em Números 5,     'O teste de adultério', metodologia Mosaica para determinar a fidelidade de uma mulher ao marido. 

Se o homem suspeita de adultério, a mulher é instruída pelo sacerdote, beber uma água amarga.

 Se ela é inocente, ela será imune, mas, se culpada........ 

"então o sacerdote fará a mulher pronunciar este juramento com maldição - que o Senhor faça de você objeto de maldição e de desprezo no meio do povo fazendo que a sua barriga inche e que você jamais tenha filhos."Nm 5:21

No versículo 19 lê: 

   "Então o sacerdote fará a mulher jurar e lhe dirá: Se nenhum outro homem se deitou com você e se você não foi infiel nem se tornou impura enquanto casada, que esta água amarga que traz maldição não lhe faça mal."

Seria coincidência (...)??? (...)."


APÊNDICE 02.

- ARTIGO:

VOCÊ SABIA QUE 'ALLAH' SIGNIFICA ‘MALDIÇÃO’ EM HEBRAICO? DESMASCARANDO TODA A FARSA DE QUE O deus do Islã, É O DEUS CRIADOR YHWH

LINK:

https://www.bastidoresdanet.com/2017/05/voce-sabia-que-allah-significa-maldicao.html?m=1

- EXCERTOS:

 "Nossa cultura moderna promove a idéia de que muçulmanos, cristãos e judeus, todos adoram o mesmo Deus. Este conceito “progressista” afirma que, uma vez que todas as três religiões compartilham muitos personagens das escrituras em comum em seus livros sagrados (como Abraão e Jesus) e já que as três religiões veem Deus como todo-poderoso, onisciente e onipresente; que eles deve ser os mesmos. Um mundo descrente não vê diferença.

Os cristãos sabem que Allah não é YHWH (o nome do nosso Deus, o Senhor Todo-Poderoso), mas discutindo as diferenças, às vezes, é difícil de articular isto aos céticos e descrentes. O fato de que o nome de Allah significa maldição em hebraico, no entanto, diferencia claramente Allah de YHWH e identifica Allah por quem ele realmente.

(...)

ALAH e ALLAH

A palavra hebraica “Alah” significa praga ou maldição. Em árabe “Allah” significa “[o] Deus (...).

“Eles (Israel) foram e serviram a outros deuses, e os adoraram; deuses que não conheceram, e que ele não lhes havia designado. Portanto, a ira do Senhor se acendeu contra esta terra, para trazer sobre ela toda ‘Alah‘ (maldição) que está escrita neste livro; e o Senhor os arrancou da sua terra com ira, e com furor, e com grande indignação, e os lançou em outra terra.” (Deuteronômio. 29:26-28, clarificação e grifo meu)

(...)

“Na verdade, a terra está contaminada por seus habitantes, porque transgrediram as leis, violaram estatutos, quebraram a aliança eterna. Portanto, ‘Alah‘ (a maldição) devora a terra, e aqueles que vivem nela são considerados culpados. Por isso, os habitantes da terra serão queimados, e poucos homens restarão.” (Isaías 24:5-6, esclarecimento e ênfase minha).

(...)

É surpreendente que YHWH codificou o nome do deus do Islã para o idioma hebraico milhares de anos antes do Islã vir a existir como uma religião, e que em todos estes casos, a maldição é dependente de ser infiel a YHWH.

(...)

[Notas do Tradutor]

a título de curiosidade, em hebraico, pelo menos seis palavras são utilizadas para especificar tipos ou formas de maldição: ALAH, QALAL, ‘ARAR, QABAB, NAQAB e ZA’AM.

* Artigo traduzido por Dionei Vieira, link do original aqui: ALLAH MEANS CURSE IN HEBREW

Via http://dcvcorp.com.br/".