sexta-feira, 20 de novembro de 2020

ISTO É... O ISLAM! (Artigo 03 da Série)

03 da Série ISTO É... O ISLAM!


- Uma religião em que marmanjos, de olhos e corações impuros, querem vestir as mulheres com negros (ou floridos) "sacos de lixo". 
Será por quê? 


1/ Alguém já ouviu o ditado de que toda rosa ou flor tem lá os seus espinhos. Isso é bastante aplicável, quando o Islam quer falar a respeito de como a mulher deveria se vestir. O que há de bom nisso, se é que assim podemos dizer: a religião, pra variar, copiou mais um princípio bíblico. E poucos imaginam o que se esconde, por detrás de uma doutrinação tão floreada. Capaz de até mesmo glamourizar o uso de hijab num Ocidente desinformado, principalmente aos olhos de alguns cristãos ou "cristãos" menos perspicazes. 

A GLAMOURIZACAO DO HIJAB (Link) é tema de um longo artigo meu. Mas, nesta Série, em que a opção é por textos mais curtos, pretendo ser apenas pontual. 


2/ Nos dois primeiros PRINTS a seguir: post publicado no grupo de debates Bíblia & Alcorão / Facebook, com a intenção de exaltar a  decantada decência das vestes femininas no Islam. E do autor, o que pensar? Mais um sem noção (das implicações "doutrinárias" do livro)? Ou alguém que, por TAQIYYA, queira desviar a atenção do que nunca se deveria? Ou seja: marmanjos impuros, a começar pelo profeta do e para o Islam, insistindo em  vestir as mulheres como um saco de lixo. 

Totalmente negros ou floreados? Que importa, senão à TAQIYYA? Ela engana a maioria dos muçulmanos, tão sinceros quanto ingênuos. Ela quer enganar os ocidentais, ingênuos e também desinformados. E, nos território da Sharia, a mentira usada para favorecer a religião faz com que o HIJAB "evolua" para o esdrúxulo uso obrigatório de uma BURKA. E haveria algo mais triste e anulador de uma mulher como ser humano do que o referido traje? 

Só não enxerga quem não quer ver.



3/ Os demais PRINTS poderiam ilustrar a REFUTAÇÃO que fiz do post publicado no Bíblia & Alcorão, e a fiz nos seguintes termos:

I - EM PRIMEIRO LUGAR:

a recomendação para que mulheres se vistam decentemente é bíblica. O que o Alcorão fez (E, ao que parece, com segunda intenções, conforme veremos.), foi PLAGIAR as Escrituras bíblicas. Não é novidade, pois, o Alcorão não faz apenas PLÁGIO e distorções das Escrituras bíblicas. Faz também de outro livros e até de literatura pagã.

Mas, voltando às Escrituras bíblicas:

- "3 A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e jóias de ouro ou roupas finas.

4 Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranqüilo, o que é de grande valor para Deus.

5 Pois era assim que também costumavam adornar-se as santas mulheres do passado, que colocavam a sua esperança em Deus. Elas se sujeitavam a seus maridos,"

(PRIMEIRA CARTA DE PEDRO 3)

- "8 Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira e sem discussões.

9 Da mesma forma quero que as mulheres se vistam modestamente, com decência e discrição, não se adornando com os , nem ouro, nem pérolas, nem roupas caras,

10 mas com boas obras, como convém a mulheres que professam adorar a Deus.". 

(PRIMEIRA CARTA A TIMÓTEO 2) 

E CASO QUEIRAM

saber de mais PLÁGIOS que o Alcorão faz da Bíblia e de outros livros e suas implicações, abram, por favor, o LINK. 


ii - EM SEGUNDO LUGAR:

A orientação do Alcorão para que as mulheres se cubram, além de PLÁGIO mal feito das Escrituras, é revelador da HIPOCRISIA e do ambiente de PROMISCUIDADE, em que teria sido "revelado" o livro. Essencialmente, é preciso que se diga isto:

"OS  DIZERES ASSUSTADORES  DA SURA 33:59:

ALCORÃO, Sura 33:59:

“"Ó Profeta, dize a tuas esposas, tuas filhas e às mulheres dos fiéis que (quando saírem) se cubram com as suas mantas; isso é mais conveniente, para que se distingam das demais e não sejam molestadas ..."

1 – O TEXTO não demonstra o menor pudor em explicitar uma AMEAÇA: caso as mulheres (muçulmanas) não se distinguissem das demais pelas vestimentas (E daí, o uso do Hijab.), elas poderiam (Ou deveriam, sr. profeta do Islamismo???) ser estupradas.

Quer algo mais assustador? Mais repugnante?? Mais diabólico???

(...)

O CONTEXTO em que tal sura (Palavra de Deus???)  foi criada não precisa ser um teólogo e nem historiador para compreender: somente poderia ser o da mais permitida PROMISCUIDADE.

(...)

E nem mesmo numa peregrinação à capital do Islamismo, nos dias atuais, conforme o alerta de algumas islâmicas corajosas e nada conformistas, conforme repercute o jornal El Pais, na matéria “Muçulmanas denunciam assédio sexual na peregrinação a Meca”."

E CASO QUEIRAM

entender mais apuradadamente a contradição, leiam também o artigo A GLAMOURIZAÇÃO DO HIJAB. 


iii - E EM TERCEIRO LUGAR,

há que se perguntar:

Haveria mesmo AUTORIDADE MORAL no profeta do e para o Islam, sendo, do ponto de vista das Escrituras bíblicas, um PROMÍSCUO, para pregar o pudor e a pureza sexual?

Teve ele o mesmo comportamento dos principais líderes do verdadeiro Monoteísmo, aos quais foi ordenado o casamento monogâmico (LINK)?

Teve ele a castidade de Jesus e a conduta sexual dos apóstolos?

Ou.. de acordo com o apurado no próprio Alcorão e/ou nas Tradições Islâmicas, ordenou estupro de viúvas e órfãs após o assassinato de seus pais e marido?

"Casou-se" com uma criança de apenas seis anos e teria consumado o "casamento" aos nove?

Torturou o rabi Kinana, até este revelar onde estava o restante de sua fortuna, prometeu-lhe a vida, mas, depois de o mesmo confessar, matou-o e, no mesmo dia ficou com a viúva?

VEJAM OS PRINTS

acredito que são é bastante reveladores do que expus até agora. 


LINKS:

1 - A GLAMOURIZAÇÃO DO HIJAB (Face Oculta Que Encobre Um Texto, Um Contexto & Uma Projeção Interpretativa Assustadores. Não Vê Quem Não Quer.)

https://missaoimpactar.blogspot.com/2018/07/a-glamourizacao-do-hijab-face-oculta.html

2 - PLÁGIOS DO ALCORÃO

https://missaoimpactar.blogspot.com/2018/10/cap-11.html?m=1

3 - MUHAMMAD (MAOMÉ), O ALCORÃO & AS MULHERES: O Que Diriam As Escrituras BÍBLICAS? (BOLA DE NEVE DE MENTIRAS 03)

https://missaoimpactar.blogspot.com/2018/11/maome-o-alcorao-as-mulheres-o-que-dizem.html
4 - 

MONOGAMIA X POLIGAMIA

(Ou Quando O Casamento Monogâmico do Líder Principal do Verdadeiro Monoteísmo Confronta E/ou Põe Em QUESTÃO A Desobediência de Alguns  

& A Promiscuidade de Um Profeta Apenas 
Supostamente Monoteísta.) 
https://missaoimpactar.blogspot.com/2020/08/monogamia-x-poligamia.html?m=1

APÊNDICE:
Da pequena discussão gerada pelo post publicado no Bíblia & Alcorão, o qual ensejou os três comentários que fiz, em forma de REFUTAÇÃO, segue um PRINT com dois outros comentários interessantes:

E tendo a jovem cristã e um muçulmano se posicionado, fui obrigado a intervir, nos termos que se seguem, enfatizando o que eu já havia dito:

"Chaha Rabanete,
ASSIM
como sempre houve plágio, hipocrisia e a promiscuidade deixando claro a NENHUMA CREDIBILIDADE que tem o profeta do e para o Islam, conforme os meus primeiros comentários e ponto final. 
Vestir-se com decência, como ensinam bem antes do Alcorão é uma coisa. Obrigar a mulher como um saco de lixo e, no geral, totalmente desconfortável apenas livrá-las do abuso e dos olhares maldosos de homens impuros é outra bem diferente.
Por isso é que Jesus foi claro, ao afirmar no SERMÃO DA MONTANHA:

""Vocês ouviram o que foi dito: ?Não adulterarás?.
28
Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.
29
Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno.
30
E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno"."
(EVANGELHO DE MATEUS 5)
Nota:
E o que pensar da conduta sexual do profeta do e para o Islam, com versos tão condenatórios da promiscuidade como estes do Evangelho e outros da Torah?" 
Nota final:
Óbvio que não obtive mais resposta da parte do muçulmano. 

LINK 
(post publicado grupo Bíblia & Alcorão / Facebook, em 15.11.2020):
https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1738779542937016/














segunda-feira, 16 de novembro de 2020

SÓ PARA LÍDERES E/OU CRISTÃOS ESPIRITUALMENTE RESPONSÁVEIS (03)


Este artigo foi, em parte, publicado no Facebook, grupo de debates Bíblia & Alcorão, neste Novembro de 2020, com o título abaixo:

- "VOCÊ CONSIDERA OS MUÇULMANOS  SEUS INIMIGOS?".


1/ Além do MINISTÉRIO APOLOGÉTICO (com estudos, debates neste e em outros grupos, acompanhados da produção de artigos e livros), sempre procurei fazer um pouco mais. Além, óbvio da prática da ORAÇÃO, em favor da salvação dos muçulmanos, aos quais de coração eu amo. Até porque são os mesmos de tal maneira amados (Quem lê entenda.).

E do referido  "um pouco mais" constam as minhas atividades voltadas para a CONSCIENTIZAÇÃO da igreja cristã a respeito da QUESTÃO Islam. 

Então, o que faço? Publico ALERTAS em grupos cristãos que não são de debates. Regularmente e dentro do que os mecanismos de censura das redes sociais permitem, compartilho LINKS, ARTIGOS e NOTÍCIAS. E sempre enfatizando: o Islam é hoje uma realidade no Ocidente e vai ocupando o vazio espiritual deixado por uma igreja cristã refratária ao avivamento, porque sem amor apologético à verdade.


2/ Já não me causa mais espanto as minhas publicações ser muito pouco curtidas ou nem sequer aceitas em determinados grupos de cristãos ou "cristãos", nas linhas do que se segue:

- teologia da prosperidade;

- revelações e revelamentos;

- coaching e a auto-ajuda;

- brigas e discussões políticas, no  mais baixo nível do ideológico e do politico-partidário;

- dramas e futilidades dos astros e estrelas da TV e da mídia brasileira, mais os escândalos do mundo gospel;

- além, obviamente, das discussões que vão se tornando insossas (Calvinismo X Arminianismo, etc.), diante do DESAFIO que o crescimento (Irreversível? Irrefreável?) da religião que mais perseguiu e persegue os cristãos no mundo ocidental. 

Fazer o que insisto em fazer é, como eu já disse, um pregar no deserto pra um povo que, se depender da maior parte de suas lideranças, vai continuar desapercebido.

Mas, até quando?

Quem sabe, até que um 11 de Setembro (E oro pra que apenas no seu aspecto simbólico.) atinja a sua casa, sua comunidade ou a sua  parentela...

Fico a imaginar em como deve ter ruído as estruturas do lar de um casal de missionários cristãos, ao saber que sua filha fora cooptada pela "Religião da Paz".  Aquela moça, que agora escrevia artigo, defendendo a POLIGAMIA, confessou-me, em meio a um debate, ter nascido num lar cristão.

E O QUE SERÁ de nossos filhos e netos e das futuras gerações? Principalmente, se não forem pelos espiritualmente responsáveis, Hoje, aqui é agora!, prevenidos??? E estes, tão necessariamente, habilitados à defesa da fé cristã, contra tão forte vento de doutrinas estranhas. Vento que os pode arrastar (Como também dou testemunho de que já aconteceu.) até mesmo para o Terror. 


3/ Recentemente, num desses grupos de cristãos e/ou "cristãos", um irmão me fez a PERGUNTA que dá título a este artigo. Mas, honestamente, a vi como se fosse uma bem vinda agitação. Agitação no MARASMO de desinteresse, indiferença e, quem sabe, acorvardamento mesmo, perante o MAIOR DESAFIO à nossa fé, nesse Fim dos Tempos.

Segue uma breve recapitulação do ocorrido, na minha perspectiva:

i - Na sua inocência, aquele irmão até citou  uma parte do Sermão da Montanha. A parte em que o Senhor Jesus nos ordena amar os que se fazem nossos inimigos.

ii - Antes, ele já havia extrapolado. Pois quis imputar tão somente aos nativos a culpa pela SEGREGAÇÃO dos muçulmanos na e da cultura europeia, como se a religião destes não fosse também segregacionista. E só faltou culpar os países europeus que acolhe os imigrantes (E deveria?) pelos atos do Terror de que agora são alvos.

iii - No Brasil, supõe ele, não seria assim, visto o nosso povo ser acolhedor e hospitaleiro, etc. Fiz ele ver que, se o problema é tão somente (do) europeu, Moçambique com mesmo perfil "acolhedor e hospitaleiro" do Brasil, está vivendo piores horrores do que a França. E esta, dos países europeus, sempre foi o mais aberto. E só agora, eu poderia ter acrescentado, está se dando conta de ter alimentado uma INVASÃO em estágio não mais inicial.

Confiram no PRINT:


v - Passei também para o meu inocente irmão o LINK (02) de um artigo de um escritor muçulmano angolano. E na obra, ele condena e contextualiza teologicamente um ato ou culto ecumênico ocorrido recentemente naquele país africano. E o texto é iniciado iniciado nos seguintes termos:

"Um dos princípios fundamentais da Fé Islâmica é a declaração do Cristianismo e Judaísmo como DESCRENÇAS após o envio do Profeta Muhammad صلى الله عليه وسلم e a revelação do  Qūr'ăn Karīm.

Esta afirmação está baseada no dizer de ALLĂH سبحانه وتعالى na Sua revelação final..."." 

Bem. O meu inocente irmão talvez não saiba, mas, aos descrentes o Alcorão reserva a morte ou ser humilhantemente subjugados. 

v - Cabe-me esclarecer: não que eu seja a favor de "cultos" ecumênicos. Eu tenho razões teológicas de sobra para afirmar e comprovar que o  ser que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão NÃO É o mesmo YHWH Deus das Escrituras bíblicas.

Confiram, caso queiram, abrindo o LINK 01.

E entendo que CONVIVER jamais pode implicar em falso ecumenismo, religião global e na aceitação de quaisquer dogma (religioso, moral ou político) totalitário E, exatamente por isso, requer de todos, sem exceção, o saber lidar e o poder (Com liberdade de opinião e expressão.) dialogar sobre  DIFERENÇAS. Debates, discussões e até o proselitismo precisam haver, desde que apenas ao nível apologético. Mas, justamente aqui reside o maior PROBLEMA.

vi - Como eu disse àquele irmão, o Islam, após a Revolução Irariana e, principalmente, depois do 11 de Setembro, ao contrário do que se deveria esperar, está ganhando o mundo. E, obviamente, onde ele cresce, cresce também o número dos integrantes do Terror. E o mais complicado disso é que os chamados muçulmanos moderados não têm autoridade sobre os radicais e nem a capacidade moral de impedir ou combater suas ações. Pois estes e não aqueles são os mais autênticos seguidores do que ensina o livro que eles têm por sagrado e o exemplo e o legado do profeta. E o profeta do e para o Islam, óbvio, é dos radicais fanatizados a maior inspiração. 

Confiram, caso queiram, abrindo o LINK 03.

vii - UMA RESPOSTA NA PONTA DA LÍNGUA. 

Para encerrar, respondendo à inocente pergunta "Você considera os muçulmanos seus inimigos?", tive que ser taxativo e nos termos que se seguem:

A. R. ,

INIMIGOS COMO,

se eu arrisco a minha vida, pregando para os mesmos?

E onde está o problema?

A maioria e, principalmente os radicais, não irá e te ouvir e querer a sua cabeça.

Se eu não os amasse, arriscaria o meu pescoço, para pregar-lhes o Evangelho?

E pregar o Evangelho traz, por consequência, tornar-se como um dos que "fazem guerra a Allah e a Seu Mensageiro" (5:33), os quais devem decapitados, etc..

Não, amigo; sou inimigo das mentiras da religião sobre Jesus (a qual nega do Senhor a Redenção e a Deidade).

- Sou inimigo das mentiras da religião sobre as Escrituras bíblicas, as quais acusam de terem sido deturpadas por divergirem estas do Alcorão. E isso é feito sistematicamente, com  "argumentações"  desprovidas de sensatez e evidência de que se possa imaginar. O problema é que a maioria dos crentes não está preparada para refutar, se é que terá amor a eles e à verdade para fazê-lo. 

- Sou inimigo do fato de um contumaz TRANSGRESSOR dos Mandamentos de Deus que se disse profeta da submissão ser imposto a todos, por causa de tal religião, como profeta de Deus e um suposto padrão de moralidade.

E toda uma sociedade ser ameaçada, se puser em questão tal indivíduo e sua conduta, uma vez que isso seria isso (Ou seja, a verdade.) "ofensivo" a tal religião.

Quanto à evangelização, dela faz parte também o ministério apologético (Jd 3-4, quem lê entenda.). E os meus artigos chamam a atenção para esta necessidade: prevenir o rebanho e habilitar as lideranças para responder questionamentos, advindos da convivência.

E a convivência, como eu disse, depois da Revolução Irariana e do 11 de Setembro, já não é mais tranquila. Até porque advinha de quem a igreja perseguida em qualquer parte do mundo sofre a maioria dos ataques... 

Enfim, 

ENTENDA AMOR COMO A CORAGEM de amar primeiramente e pregar a verdade, principalmente com risco da sua vida, porque foi isso que Jesus fez. Amor que pode ser extensivo aos seus familiares, parentes, amigos e às futuras gerações, prevenindo-os.

LINKS:

- ALLAH: A IDOLATRIA (MASCARADA) NO ISLAM 01:

https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/09/allah-idolatria-mascarada-no-islam.html?m=1

- O artigo ao qual me referi de um muçulmano angolano condenando e contextualizando teologicamente um culto ecumênico:

WIHDATUL ADYAAN |· O Dă'wah Perigoso!

https://www.facebook.com/100005356264223/posts/1539735896214938/?app=fbl 

(Acessado em 15 de Novembro de 2020)

- MUHAMMAD (MAOMÉ): A IDOLATRIA (MASCARADA) NO ISLAM 02:

https://missaoimpactar.blogspot.com/2019/09/muhammad-idolatria-mascarada-no-islam-ii.html?m=1 

APÊNDICE:










sábado, 14 de novembro de 2020

De Volta à Série SOBRE LIVRAR OVELHAS DA BOCA DO LEÃO & DOS LOBOS

 



Publicado originalmente no grupo Bíblia & Alcorão / Facebook, em Novembro de 2020, com título COMUNICADO.

- LINK:

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1737286483086322/

- PRINT:


- TEXTO:

"COMUNICADO:

1 - Comunicamos ao sr Etilio Irchad a NÃO aprovação do seu post (PRINT 01), pelo seguintes motivos:

- Querer pôr uma QUESTÃO que diz NÃO respeito ao objetivo deste grupo (Bíblia & Alcorão).

- Pois seria uma QUESTÃO de interpretação das Escrituras bíblicas, deixando em lados opostos cristãos e outros grupos, que não os muçulmanos.


2 - No geral até por uma questão de BOA VONTADE, esse grupo, para o fim de DIVULGAÇÃO, aceita post de qualquer grupo cristão, desde haja unidade e não discordância a respeito das Escrituras bíblicas. E seja a UNIDADE o fator de maior relevância das postagens. 

E isso porque não faz sentido aceitarmos publicações a respeito de DISCORDÂNCIAS INTERPRETATIVAS de grupos cristãos, do mesmo modo que não faria aceitarmos publicações de sunitas X xiitas ou de outras correntes, dentro do Islam.


3 -  E este grupo também NÃO aceita publicação e nem a opinião dos auto-denominados Testemunhas de Jeová, visto que os mesmos sequer se consideram cristãos, dentre outros fatores.

Para a atenção de

Valdeci Garcia

Sandro Pontes

Julia Gardioli

E demais membros do grupo. 


EM TEMPO

(E para os devidos esclarecimentos):

- A título de esclarecimento ao que seria questão (Mas, não é.) posta pelo post:

Jesus disse a um dos malfeitores, no  EVANGELHO DE LUCAS 23:

"Hoje mesmo estarás comigo no paraíso". 

E esta promessa pode ser cumprida, tendo Jesus morrido apenas FISICAMENTE (e sabendo-se que morrer, nas Escrituras bíblicas, jamais significou deixar de existir)?

Resposta óbvia: Sim, até porque se tratava de uma promessa daquele que disse "Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão" (EVANGELHO DE MATEUS 23:34).

i - Antes mesmo da sua existência humana aqui na Terra, Jesus já existia em glória, conforme Ele mesmo declara em EVANGELHO DE JOÃO 17:5:

"E agora, glorifica-me, ó Pai, com a mesma glória que tive junto de ti, antes que houvesse mundo."

ii - Tendo morrido, apenas fisicamente, em favor dos pecadores, Ele, sendo espírito e o Espírito Santo, conforme SEGUNDA CARTA DE PAULO AOS CORINTIOS 3:17-18, óbvio que continuou a existir e de forma ONIPRESENTE, como sempre. 

iii - Então, mesmo sem voltar com o corpo físico que Ele tomara, o qual seria ressuscitado depois, aconteceu o óbvio:

- Jesus, em espírito e sendo Espírito (Santo), recebeu o espírito do malfeitor por Ele salvo.

- E tal como aconteceria com Estevão, o primeiro mártir. Razão pela qual, Estevão ao morrer, também apenas fisicamente, disse-lhe:

"Senhor Jesus, recebe o meu espírito!"

 (ATOS DOS APÓSTOLOS 7).

- E Paulo, que tinha a mesma CONVICÇÃO de Estevão, sabia e até disse que entre morrer e continuar vivo, ele Paulo, preferia partir (Ou seja, morrer, mas apenas fisicamente.) estar com o Senhor (Jesus).

Isto está na sua CARTA AOS FILIPENSES  1.

Como se vê, o que seria questão, em verdade não é: bastando saber QUEM é Jesus. E como dizem as Escrituras bíblicas, que o corpo retorna ao pó e que o espírito (dos salvos) volta para Deus."


- COMENTÁRIO:

" Valdeci Garcia

Sandro Pontes

Julia Gardioli, 

Solicito da parte de vocês atenção ao Comunicado e a tentativa de infiltração de pessoas, grupos ou publicações alheias ao propósito do grupo.

Alguns grupos de debates têm aceitado o que citei e perdido as características de um grupo cristão voltado para o diálogo com os muçulmanos. E, no sentido contrário, estão alimentando controvérsias entre cristãos e/ou pseudo-cristaos."


APÊNDICE 01:

_ LINK 

(de uma publicação minha no grupo Bíblia & Alcorão / Facebook):

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1716173868530917/?app=fbl

- TEXTO: De volta à Série PERGUNTE AOS MUÇULMANOS

Para a devida comparação entre o que ensinou e deu exemplo Jesus e Muhammad (Maomé), o profeta do e para o Islam. 

LINKS:

https://amp.expresso.pt/internacional/2020-10-17-Terror-em-Franca-policia-ja-deteve-nove-pessoas-relacionadas-com-decapitacao-de-professor

https://www.portasabertas.org.br/noticias/cristaos-perseguidos/missionaria-e-morta-por-extremistas-islamicos-no-mali?utm_source=facebook&utm_medium=social&utm_campaign=link-notícia-mali 

- PRINTS da publicação. 



- PRINTS (de alguns comentários, pondo em lado opostos um muçulmano e o um cristão, habitante este de Cabo Delgado, em Moçambique, hoje uma providência aterrorizada pelo Terror Islâmico):

.






. 













- TE














.




.







"







sexta-feira, 6 de novembro de 2020

ISTO É... O ISLAM! (01 da Série): Uma religião cujos seguidores, quando melhor informados, acabam sabendo mais do que o seu deus e profeta juntos.

As Três Tragédias do Islam.

i - PRIMEIRA TRAGÉDIA DO ISLAM ou o maior erro de Muhammad (Maomé): criar uma RELIGIÃO SEM IDENTIDADE PRÓPRIA. Tal religião precisou apelar para as crenças, algumas práticas e as escrituras de outras, tentando se auto-afirmar. 

Você já reparou que nenhuma religião faz isso?

Daí que qualquer judeu, bom conhecedor das escrituras religiosas judaicas e das mentiras (sobre as escrituras religiosas judaicas) do Alcorão, terá que fazer o quê?

Defender as verdades das suas escrituras (sagradas ou apenas religiosas). E, consequentemente, atacar o Alcorão. O conflito, infelizmente, se torna inevitável. 

Mas.. Isso acontece no que diz respeito à qualquer outra religião?

Não.

Também um cristão, bom conhecedor das Escrituras bíblicas e das mentiras do Alcorão sobre as Escrituras bíblicas, terá que fazer o mesmo.

A fé cristã, na vinda do Messias  estava prevista desde a primeira profecia da Torah, entregue pelo próprio Deus. E tendo Jesus vindo, também conforme o previsto desde a Torah: ordenou a pregação do Evangelho a todas as nações.

E acaso precisou a fé cristã apelar para as crenças, as práticas e as escrituras de quaisquer outras religiões?

Não.


- A SEGUNDA TRAGÉDIA DO ISLAM:

o autor do Alcorão (E não pode ser Deus!) teve que fazer PLÁGIOS E DISTORÇÕES das Escrituras bíblicas. E não apenas das Escrituras bíblicas. Mas, também de outros livros religiosos e até de literatura pagã (LINK 01).

Mas, se há uma coisa que salta os olhos de um bom conhecedor das Escrituras bíblicas é o seguinte: autor do Alcorão demonstra não ter a mínima noção do que fala.

Alguns exemplos gritantes:

- ALCORÃO, SURA 9:30 / PRINT 01: quem  teria ditado o Alcorão (E não pode ser Deus!) não conhecia as crenças judaicas. Ou o pior: usou, intencionalmente, da mentira para assassinatos de inocentes.


E isso é coisa do Diabo. Como disse Jesus (EVANGELHO DE JOÃO 8:43-44), Satã é mentiroso e homicida. E os filhos do Diabo fazem as obras do pai deles. Então, o Islam é a religião que tem conviver (E não sei como.) com o conceito de um deus maligno, ignorante e leviano. 

- ALCORÃO, Sura 11:42-43/ PRINT 03: quem teria ditado o Alcorão (E não pode ser Deus!) sequer conhecia a história de Noé e do Dilúvio, coisa que qualquer criança judia ou cristã sabe de cor.


Precisa dizer mais?

- ALCORÃO, Sura 19:27-28/PRINT 01: o autor do Alcorão (E não pode ser Deus!) sequer soube diferenciar uma personagem do Evangelho (Maria) de uma personagem da Torah (Miriam). E esse erro absurdo é apenas um de muitos outros encontrados no Alcorão, não apenas no que diz respeito às Escrituras bíblicas. Há, também, erros teológicos, científicos, de tradução e até de cálculo matemático e sobre a história. Caso o leitor queira se aprofundar no assunto, abram os LINKS 02 e 03.



- A TERCEIRA TRAGÉDIA DO ISLAM está no fato de que DESINFORMAÇÃO GERA DESINFORMAÇÃO e um exército de desinformados.

E o que acontece, quando a verdade (lhes) chega? Duas coisas acontecem e cada uma com o seu grau de dramaticidade:

i - Antes do Valdeci Garcia ter criado este Bíblia & Alcorão,  um dos pioneiros, senão o pioneiro dos grupos de debates no Facebook, eu já vinha debatendo com alguns muslins. E de 2012 até hoje, estimo ter conversado com mais de mil.  Possivelmente, mais de cem vezes com o melhor deles ou seja: o que sempre demonstrou mais habilitado para defender as mentiras do Islam.

Ele sempre respeitou as Regras do Grupo; não era dado a Ka-ka-ka, blá-blá-blá e a palavras de efeito, porém, vazias. Apenas abandonava os debates, quando ficava sem mais nenhuma chance de resposta ou argumento. Não usava de ofensas e de outros subterfúgios. 

O melhor dos muçulmanos com quem eu já debati hoje tornou-se um ateu (declarado).

Era natural que isso acontecesse, uma vez que ele também não se contentou a viver no e do auto-engano. A busca da informação, uma vez questionado, fatalmente contribuiu para isso.

Infelizmente, o Islam também o envenenou contra as verdades das Escrituras bíblicas, principalmente no que diz respeito à fé cristã. E somente quando nele bater forte a necessidade do Salvador é que irá (E eu oro que seja logo!) buscar uma experiência real com Jesus.

Outros, nem tão bons e nem tão éticos, pelo contrário, verdadeiros Jihadistas das redes sociais, também estão tornando ateus (Declarados ou enrustidos.) De tanto serem confrontados com a verdade, serem refutados, passarem vexames, ficarem ser argumentos e terem abandonar os debates, entenderam, por fim, o que é o Islam.

ii - Mas... haveria ainda algo mais dramático?

Sim. Os que para permanecerem muslim, depois de esclarecidos, terão optar que viver no e do auto-engano. E eu sempre me pergunto: quais seriam as verdadeiras motivações? De uma coisa é certa: elas só podem ser escusas.

Infelizmente, tais pessoas e a mentira se merecem.

No final das contas, o Islam conseguiu a façanha de ser uma religião, cujos seguidores, melhor informados, acabam sabendo mais do que o deus e o profeta deles juntos.

Nos PRINTS, apenas três exemplos pontuais. E no LINKS, artigos de largo fôlego para aqueles que quiserem se aprofundar no que este post tratou apenas sucintamente. 

Uma observação muito importante: só vale para os amantes da verdade.

E que o IHWH Deus, também conhecido nas Escrituras bíblicas, como o pai das luzes, nos ilumine a todos.


LINKS

(ALCORÃO: APONTAMENTOS Para Uma Crítica Interna & Externa):

1 - APT. 11 - A QUESTÃO CRÍTICA INTERNA 01: PLÁGIO 

- QUESTÃO:

Seria Deus dotado de um extremo mau gosto literário?

E inescrupuloso, ao ponto de fazer apropriações indevidas de obras alheias, inclusive da literatura pagã, afim de lhes dar o status de (nova) revelação divina??

E a verdade no Alcorão: um detalhe irrelevante ou valor absoluto???

https://missaoimpactar.blogspot.com/2018/10/cap-11.html?m=1

2 - APT. 13 -  A QUESTÃO  CRÍTICA INTERNA 03

(OS ENGANOS TEOLÓGICOS, OS ERROS CIENTÍFICOS & AS ENES  IMPROPRIEDADES DO LIVRO COM SUAS IMPLICAÇÕES).

- QUESTÃO:

Como podem ser verdadeiros o deus, os ensinamentos & o profeta de um livro comprovadamente mentiroso?

Há, na obra mais, cerca de 100 IMPROPRIEDADES de toda ordem. Plenamente refutáveis, elas não encontram o menor fundamento na Ciência, na História & nos livros direta e indiretamente na mesma citados, além de em outras áreas do saber.

E haveria como a religião resolver tamanhas contradições???

CAP. 13 - Parte I:

1 -  75 IMPROPRIEDADES

(Mentiras, erros & enganos dos mais variados  & sua refutação.)

https://missaoimpactar.blogspot.com/2018/11/cap-13-parte-i-alcorao-apontamentos.html?m=1

3 - CAP. 13 - Parte II:

2 -  A Principal Mentira;

3 -  Mentiras Sobre O Monoteísmo, Abraão, Isaque & Ismael;

4 -  Mentiras Contra & Sobre Jesus Cristo;

5 -  Mentiras Contra & Sobre Os Judeus;

6 -  Mentiras Contra Os Cristãos & O Cristianismo (Bíblico);

7 -  A Grande Mentira do Livro Sobre Si Mesmo.

https://missaoimpactar.blogspot.com/2018/12/cap-13-parte-ii-alcorao-apontamentos.html?m=1


APÊNDICE:

ISLAM: O MISTÉRIO DESVENDADO

1 - LINK:

2 - TEXTO:
1/ RECITAR & PROPAGAR, TODAVIA, SEM REFLETIR.
Na Tradição Islâmica, reproduzida no primeiro  PRINT,  encontramos:
.
"Eles recitaram-lhe o Alcorão e ele (MUHAMMAD) disse: 
'Vocês são os melhores entre os habitantes de Bazra, porque vocês são os recitadores entre eles. 
Continuem a recitá-lo, mas tenham em mente que a recitação durante muito tempo poderá endurecer seus  corações, assim como endureceu o coração daqueles antes de vocês."
.
Não se pode saber com exatidão quem seria os "aqueles antes de vocês". Talvez uma referência aos judeus.
Porém, o que fica evidente: o TEMOR de que a recitação ou leitura, sendo ponderada, levasse os muçulmanos à REFLEXÃO. 
E esta, aos inevitáveis QUESTIONAMENTOS. E daí, a DESCRENÇA no livro tido por sagrado pelo Islam.
Na verdade, creio ser esse o PROCESSO NATURAL de qualquer Islâmico que ame a verdade acima da religião.
Até porque, se tal pessoa buscar um melhor esclarecimento de alguns temas abordados no livro, terminará sabendo muito mais que o seu deus e o seu profeta.
O que se segue serve de exemplo. 
.
2 / ALCORÃO, Sura 19:27-28 - HN:
.
.
.
"E ela (MARIA) chegou com ele (JESUS) ao seu povo, carregando. Disseram: "Ó Maria! Com efeito, fizeste coisa assombrosa!
Ó irmã de Aarão! Teu pyai não era pessoa afeita ao mal e tua mãe não era mundana!".
Notas:
i - O Alcorão está narrando, ao seu modo sempre distorcido, mais uma história da Bíblia.
O livro faz PLÁGIO das Sagradas Escrituras e até de literatura pagã. Abram o LINK no final e confiram. E sempre que distorce algum acontecimento bíblico,  o Alcorão suprime ou acrescenta dados (Fictícios). Além, óbvio de por na boca dos personagens o que estes não disseram. E jamais  iriam dizer.
ii - Parte da Sura  (Capítulo do Alcorão.) propõe recontar a história do nascimento de Jesus. E fala coisas sem a menor fundamentação nas Escrituras bíblicas. 
P. ex., que Maria teria sido recriminada pelos judeus por ter se engravidado sobrenaturalmente.  Ora, isso não aconteceu porque José, por recomendação divina, assumiu a gravidez,  casando-se com ela (EVANGELHO DE MATEUS 1: 18-23).
iii - Poderíamos tratar de outros dados fictícios. Mas, o erro gritante e a revelar a NÃO ONISCIÊNCIA, além da mais completa IGNORÂNCIA do autor é: ter confundido Maria, mãe de Jesus, com Miriam, a irmã de Aarão e de Moisés.
.
3 / SIMPLIFICANDO AO MÁXIMO  
(Ou Desmentindo Alcorão 19:27-28):
.
1 - MARIA não é MIRIAM. 2 - Maria é personagem dos EVANGELHOS; e Miriam, da TORAH. 3 - Miriam viveu 1450 anos ANTES. E Maria, consequentemente, 1450 anos DEPOIS de Miriam. 4 - Maria JAMAIS poderia ser irmã de Aarão. MIRIAM, sim. 5 - Maria era da tribo de JUDÁ. E Miriam, irmã de Aarao e também de Moisés, da tribo de LEVI. 6 - A tribo de Maria gerou os REIS da linhagem de DAVI. Já a de Miriam, os SACERDOTES E LEVITAS  da linhagem de Aarao. 7 - MAS... O autor do Alcorão  (E não pode mesmo ser Deus!) não sabia....
CONCLUSÃO:
No meu artigo, A RELIGIÃO, O PORCO & O CAMELO (Ou da Desinformação de Alguns Seus Seguidores), digo: o maior "trunfo" apologético do Islam consiste da desinformação dos seus seguidores. Pois, estes mesmos, os quais se mostram incapazes de enxergar CONTRADIÇÕES GRITANTES, implícita e até explícita em um ou dois versos do Alcorão, o que fazem? Querem (E são a isso incentivados.)  questionar as Escrituras bíblicas e a Fé cristã. Falando mal do que não sabem e até do que o deus e profeta deles deveriam melhor se informar.
Mistério desvendado:
POR QUE
o Islam não ensina aos seus seguidores fazer (Sobre o Alcorão.) as perguntas certas???
POR MEDO
de que eles, questionando,  acabem sabendo  mais do que seu deus e profeta.
Como acabei de demonstrar.
.
4/ ALCORÃO, Sura 9: 30:
(Aguardem.)
.
5/ ALCORÃO, Suras 5: 116 / 4: 171:
(Aguardem)
.
6/ ALCORÃO, Sura 33:
(Aguardem)

LINKS:
1 - ALCORÃO: APONTAMENTOS  (Para Uma Crítica Interna & Externa).
APT 11 - A Questão Crítica Interna 01: PLÁGIO.

https://missaoimpactar.blogspot.com/2018/10/cap-11.html?m=1

2 - A RELIGIÃO, O PORCO & O CAMELO  (Ou Da Desinformação de Alguns Seus Seguidores)
https://www.facebook.com/groups/810928019052243/permalink/1821624914649210/

3 - PROVANDO PARA UMA MUÇULMANA A NÃO ONISCIÊNCIA, Além da Mais Completa Ignorância, DO "DEUS" ALLAH.

https://www.facebook.com/groups/Biblia.Alcorao/permalink/1295735497241425/

APÊNDICE 02
(Um aditivo ao texto em 04.11.2020, para exemplificação do que afirmei neste artigo) :

PRINT 01:
Aconteceu, recentemente, num dos meus debates no grupo Bíblia & Alcorão / Facebook. 
Antes de me propor a "questão", possivelmente tirada de um site ateu, o muslim zombou dizendo que a "verdade" iria doer.
Agora veja o PRINT com a suposta questão e, depois, a resposta que lhe dei. 
PRINT 02: a confirmação da refutação que fiz ao muçulmano desinformado. 



A RESPOSTA:

"Abdullah Ibn Zakaria,
RESPOSTA:

A QUESTÃO É...
Você conhece literatura?
 Sabe que uma palavra pode ter vários significados? E que alguns significados da mesma palavra são ou NÃO aplicativos a Deus?
 Deus peca?
Não.
Então, arrependimento, no sentido de culpa pelo pecado, é aplicável a Deus?
Não.

A QUESTÃO É... (02)
Você sabia que o sentido principal da palavra arrependimento é uma mudança de atitude?
Deus muda de atitude para com o ser humano?
Óbvio! 
Se o ser humano se arrepende, Deus o perdoa.
Mas, se ele começa a pecar, não se arrepender, embora antes não vivesse no pecado e na incredulidade?
Deus muda a sua atitude para com ele e o castiga? 
Óbvio.
Aconteceu com Salomão, antes amado por Deus, mas castigado por causa da poligamia.

A QUESTÃO É... (03)
Você sabia que algumas palavras podem ter a mesma tradução? E que a palavra arrependimento, com referência à mudança de atitude de Deus para com algo ou alguém, não é a mesma palavra que traduzida por arrependimento, quando em referência aos homens?
Então, as palavras traduzidas para arrependimento, nas Escrituras bíblicas, não são as mesmas e NEM têm o mesmo significado.

Porém,
nenhuma dessas é ainda a principal questão gerada pela sua DESINFORMAÇÃO.
Aguarde o próximo comentário."









segunda-feira, 2 de novembro de 2020

SOBRE EVANGELHO DE MATEUS 24:36: Algumas Possibilidades de Resposta, Acompanhada de Um Necessário Desafio.

Introdução:


i - É conhecida de todos a tentativa corânico-islâmica de negar o fato bíblico e a doutrina cristã de que Jesus é Deus. Aconteceu, recentemente, no grupo de debates MUÇULMANOS PARA CRISTO, no Facebook. 

Nos PRINTS 01 e 02, temos um muslim lançando mão de EVANGELHO DE MATEUS 24:36. Certamente, o versículo bíblico que mais poderia favorecer à suposição.

E por que poderia, digo eu?

PRIMEIRO: não é honesto criar um "ensino" a partir de versos isolados, ignorando o contexto e entrando em conflito contra a própria fonte de informação.

Simplificando ao máximo: não há como citar os Evangelhos, para tentar negar o que os próprios evangelistas afirmam sobre Jesus.

E Mateus cria que Jesus era Deus?

Obvio! Tanto que O descreve sendo adorado, inclusive por ele (2, 28, etc.)

ii - SEGUNDO: Não ter uma resposta bíblica, não nos autoriza a fazer afirmações levianas. Tipo: Jesus não seria Deus porque disse não saber o dia e hora da sua vinda. Alguém pode querer se apegar ao dito; mas, certamente terá fugir de outros dados e fatos que não podem  ser ignorados.

P. ex.:

- Jesus aceitar ser chamado Deus e receber adoração, significa o quê?

- Jesus declarar existir e em glória, antes da Criação de todos os seres e coisas, significa o quê?

- Jesus declarar-se o Todo-Poderoso que há de vir, significa o quê?

iii - TERCEIRO: Não ter uma resposta bíblica nos leva à especulação teológica. É o que podemos fazer, reconhecendo que nem as Escrituras  nos prometem respostas para todas as perguntas (TORAH, Livro de Deuteronômio 29:29).Mas, nos abrem POSSIBILIDADES de compreensão do fato. Quero que o leitor tenha isso em mente, ao ler os meus comentários ao post.

Naturalmente que a intenção do muçulmano, ao questionar a não ciência de Jesus daquele fato específico e na condição em que Ele se colocara, supunha favorecer a crença em Allah como Deus. Lendo os meus comentários, o leitor entenderá o que estou querendo dizer.

Mas, o que ele não sabia?

Da não-onisciência do ser que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão. E bem mais do que isso, a sua comprovada ignorância.

Razão pela qual, eu lhe propus uma das QUESTÕES do meu Desafio À Caravana de Dawah, O Livro. E, no decorrer do debates com alguns outros muçulmanos, demonstrei-lhes, através de meus comentários e dos PRINTS 02, 03 e 04, a ignorância comprovada do deus Allah. E esta, manifesta no próprio Alcorão.


1/ Resposta 01(print 02):

PREZADO AUTOR DO POST,

1 -  Não existe uma resposta para este fato. Embora, podemos especular a respeito, bíblica e teologicamente falando.

2 - Antes, uma importante observação:

- Se tivesse havido mesmo alguma de adulteração das Escrituras bíblicas, para favorecer a doutrina da Deidade de Jesus Cristo, as  palavras de JESUS, dizendo não saber o dia e a hora da sua SEGUNDA VINDA, não teriam sido alteradas?

Nada mais aparentemente desconcertante para quem crê, de acordo com as Escrituras bíblicas, que Jesus é Deus.

3 - E POR QUE eu digo só aparentemente desconcertante?

- Primeiro, pelo que Jesus é em Si e pelo testemunho que Ele deu de si mesmo.

Ele disse ser um com o Pai e que existia em glória, antes da Criação (dos céus, da terra, dos anjos, dos homens, do universo hoje existente).

Confira em EVANGELHO DE JOÃO 10:30 e 17:5.

- Segundo, pelo o que Ele se propôs fazer (pela salvação dos pecadores):

"5 Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus,

6 que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se;

7 mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens.

8 E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!

9 Por isso Deus (O PAI) o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome,

10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra,

11 e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai."

(AOS FILIPENSES 2)

Notas:

i - Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, está se reportando ao LIVRO DO PROFETA ISAÍAS 45:23:

"Por mim mesmo eu jurei, a minha boca pronunciou com toda integridade uma palavra que não será revogada: Diante de mim todo joelho se dobrará; junto a mim toda língua jurará." 

ii - Você quer saber QUEM é o o Senhor Deus de (o Livro do Profeta) Isaías? Confira o capítulo 6:1-11 daquele livro com EVANGELHO DE JOÃO 11:37-43.

iii - No EVANGELHO DE MARCOS (10:45), Jesus afirma:

"Porque o Filho do Homem não veio para ser servido, mas, para servir e dar a a sua vida em resgate (SALVAÇÃO) de muitos."

CONCLUSÃO 01:

- Sabendo QUEM Jesus disse ser: um com o Pai e que existia em glória, antes da Criação.

- Sabendo o que Ele veio  fazer: a SALVAÇÃO dos pecadores.

- E sabendo o PREÇO desta salvação: a) Sendo Deus, Ele se colocou na condição humana. b) E, nesta condição, na situação de um servo. c) E, na condição-situação de servo, foi à Cruz, onde entregou a vida humana que tomou, por amor e em seu favor (Como de todos nós, pecadores).

Compreendo o até aqui exposto, eu posso: não AFIRMAR taxativamente (Por que as Escrituras não me autorizam.), mas, ESPECULAR a respeito.

EM TEMPO:

Farei isso no meu próximo comentário. Só que antes, eu tenho uma QUESTÃO para colocar. E ela até foi posta, em DESAFIOS À CARAVANA DE DAWAH, O Livro:

 QUEM É "MAIS" DEUS?

- JESUS  (BÍBLIA) OU ALLAH  (ALCORÃO)???

- Jesus disse, quando e na condição que esteve entre nós (FILIPENSES 2:5-11/ Marcos 10:45, etc.) não saber o Dia e Hora da sua Segunda Vinda.

- Allah, no Alcorão, além de comprovadamente NÃO onisciente, se revela um completo ignorante: sobre os judeus, sobre os cristãos e até sobre as Escrituras bíblicas que alega ter revelado.

Confira no PRINT sobre a SURA 11:42-43: o deus Allah sequer conhecia a história de Noé e do Dilúvio, coisa que qualquer criança judia ou cristã sabe de cor.. 


2/ Resposta 02 (em continuação):

PREZADO AUTOR DO POST (02):

Pelo que eu expus, no meu comentário anterior, já sabemos o que Jesus DISSE sobre Si, o que VEIO FAZER e o Preço (Ou seja, COMO Ele garantiu a salvação).

Passo, agora, a examinar algumas POSSIBILIDADES de resposta à pergunta do seu post.

1 - Jesus NÃO deixou de ser Deus (possuir a natureza divina), ao adquirir a natureza humana. Tanto é que Ele NÃO recusou ser chamado de Deus ou receber adoração.

Confira, p. ex., nos EVANGELHOS (João 9 e 20, MARCOS 5, LUCAS 24, MATEUS 28, etc.)

O fato Dele adquirir a natureza humana, O colocou numa condição de limitação?

Óbvio.

Então temos a PRIMEIRA POSSIBILIDADE: nem tudo que a natureza divina sabia era totalmente comunicante à natureza humana. E Jesus se fez, teologicamente falando, 100% homem, sendo 100% Deus (na sua essência de ser).

2 - Tendo adquirido para Si a natureza humana, Jesus também tinha a POSSIBILIDADE DO FALAR, como assim fez: como Deus, como homem e e até de não falar (Aconteceu, quando Ele esteve com Pilatos.). 

Então, quando Ele afirma em EVANGELHO DE 24:36, "ninguém sabe, senão o Pai", com quem Ele também disse ser um (JOÃO 10:30), podemos perguntar:

- Ele fala como Deus, como sempre demonstrou ser, por seus ATOS e palavras?

- Ou usa da prerrogativa de falar como homem, condição na qual se colocou, numa completa IDENTIFICAÇÃO com o ser humano? Isso também ocorre nos Evangelhos, quando, na cruz, Ele cita SALMO 22:1.

3 - Na ESCALA DOS SERES, temos Deus, anjos e homens. Mas, em RELAÇÃO a quem Jesus se coloca, ao fazer a afirmação que fez?

Aos homens ("Ninguém sabe", ele diz se dirigindo a homens, os discípulos.)?

R - Não.

Aos anjos?

R - Não.

Ao Pai?

Sim. Pois Ele diz: "Nem Filho". E cabe lembrar a condição (humana e de Servo) em que Ele havia se colocado. Para, então, acrescentar: "Senão o Pai".


CONCLUSÃO FINAL:

São estas as POSSIBILIDADES de resposta que vejo. E, em se considerarmos o exposto, reflitam comigo o ALTO PREÇO DA SALVAÇÃO. Jesus não deixou de ser QUEM sempre foi, desde antes mesmo da Criação de todas as coisas, inclusive do tempo. Mas, voluntariamente se colocou  numa condição de limitações:

"Mateus 24:36, um versículo difícil que menciona a ignorância de Jesus com relação à data de Sua vinda, foi declarado durante Sua encarnação como um ser humano, e isso precisa ser entendido dessa perspectiva. O Evangelho de Mateus enfatiza tanto a divindade de Jesus quanto a humanidade, mesmo no tempo em que Ele viveu na Terra, mas mostra que, devido à encarnação, existiram certas limitações na vida de Jesus que foram removidas após Sua ressurreição (Mt 28: 18, 19)"

Citação extraída de

Huber Martins Lima, "Mas do tempo e da hora ninguém sabe – Mateus 24:36," por  Ekkhardt Mueller. 


3/ Considerações Finais:

Os PRINTS 03 e 04 acompanharam o debate que tive com um outro muçulmano. E, pelos mesmos, eu continuei provando quão mentiroso, desinformado e maligno é o ser que se esconde por detrás do nome Allah no Alcorão.

Pois, afinal:

QUEM É "MAIS" DEUS?

- JESUS  (BÍBLIA) OU ALLAH  (ALCORÃO)???

- Jesus disse, quando e na condição que esteve entre nós (FILIPENSES 2:5-11/ Marcos 10:45, etc.) não saber o Dia e Hora da sua Segunda Vinda.

- Allah, no Alcorão, além de comprovadamente NÃO onisciente, se revela um completo ignorante: sobre os judeus, sobre os cristãos e até sobre as Escrituras bíblicas que alega ter revelado. E tudo isso manifesto no próprio Alcorão. 



LINKS:

1 - Post

(no grupo MUÇULMANOS PARA CRISTO, onde se deu a discussão):

https://m.facebook.com/groups/257861961786499/permalink/679027069669984/

2 - DESAFIOS À CARAVANA DE DAWAH, O Livro:

https://missaoimpactar.blogspot.com/2020/02/desafio-caravana-de-dawah-o-livro.html?m=1

3 - Huber Martins Lima, 

"Mas do tempo e da hora ninguém sabe – Mateus 24:36," por  Ekkhardt Mueller:

https://medium.com/@hubermartinslima/mas-do-tempo-e-da-hora-ningu%C3%A9m-sabe-mateus-24-36-885a8d2c6a97

(Acessado em 1.11.2020)


QUESTIONE O MUSLIM: Sobre Jesus. 

"Jesus ouviu que o tinham expulsado e, encontrando-o, disse-lhe:

Crês tu no Filho de Deus?

Ele respondeu, e disse: Quem é ele, Senhor, para que nele creia? E Jesus lhe disse: Tu já o tens visto, e é aquele que fala contigo. 

Ele disse: Creio, Senhor. E o adorou."(EVANGELHO DE JOÃO 9:35-38)

QUESTÃO:

- JESUS precisava dizer ao ex-cego, por Ele  curado, "Adore-me!" ou receber dele adoração? R - Receber a adoração.

- JESUS não tratou com um analfabeto funcional e nem com um estúpido teológico. Mas, com um conhecedor das Escrituras, sabedor das implicações do termo O Filho de Deus,  em referência ao MESSIAS. E, também, das implicações do seu ato de adoração

- JESUS RECEBE AINDA ADORAÇÃO em Mateus 2 e 28, Marcos 5,  Lucas 24, etc. E em JOÃO 20, após mostrar as marcas da crucificação, ouviu do não mais incrédulo Tomé: _ "Senhor meu e Deus meu!" 


IMPORTANTE:
Atendendo ao preceito de Jesus Cristo
“de graça recebestes, de graça daí”, todos
 os livros do autor ESTÃO DISPONIBILIZADOS
 no no blog MISSÃO IMPACTAR. Observa-se, porém, ser a rolagem, quando não no formato comercializado (e-book),  bastante deficitária. 
E que a aquisição dos disponíveis no formato PDF (em seu conjunto) deve também ser vista como uma oferta de ajuda a este ministério.
Oferta de qualquer valor, bastando o envio da foto do extrato para o seguinte E-mail:
m.madsaiin.ebook@gmail.com

CONTA 26620-1
Operação 013
Agência 0087
Caixa Econômica Federal (104)
Titular da Conta: Marcos Antonio Dias

"Como contristados, mas sempre alegres; pobres, mas enriquecendo
a muitos; como nada tendo, mas possuindo tudo." (2 CORINTIOS 6:10).