terça-feira, 26 de abril de 2016

TERIA SIDO MAOMÉ PREDITO EM ISAÍAS 29:12?


.
.

"3 / DA REFUTAÇÃO VERSÍCULO POR VERSÍCULO:
 ISAÍAS 29:12 (NVI):
.
Ou, se vocês derem o livro a alguém que não saiba ler e lhe disserem: "Leia, por favor", ele responderá: "Não sei ler".
.
I - PARA QUE SE POSSA ENTENDER A SUPOSIÇÃO:
Segundo as tradições islâmicas, o anjo Gabriel teria aparecido a Maomé e lhe ordenado a recitar os versos do Alcorão. E Maomé, sendo analfabeto teria lhe respondido que não sabia ler. Gabriel teria insistido e obrigado ao profeta do islamismo a fazê-lo. E este, ao obedecer, começou a receber as supostas revelações divinas, contidas naquele livro.
Maomé é identificado no Alcorão como o profeta iletrado. E para os intérpretes islâmicos, o fato de ser analfabeto e de ter supostamente recebido as últimas revelações das escrituras, seria o um ato milagroso. Não tendo (E nem podia mesmo!) tendo operado milagres, seria o Alcorão o grandioso prodígio do profeta do Islamismo.
O TEXTO BÍBLICO CITADO APARENTEMENTE SERIA UMA REFERÊNCIA, como quer o Islamismo, à história (Ou estória?) do profeta. O PROBLEMA é que a própria citação do Livro do Profeta Isaías gera argumentos contrários à religião de Maomé, conforme veremos.
.
II - REFUTAÇÃO:
.
QUESTÃO 01:
SE O ISLAMISMO NÃO RECONHECE OS PROFETAS BÍBLICOS (além Moisés, Davi e João Batista), CITAR O LIVRO DE ISAÍAS JÁ É (POR SI MESMO) UM ATO DE FLAGRANTE CONTRADIÇÃO.
.
1 - O Islamismo reconhece como profetas a Moisés, Davi e João Batista. E, nessa mesma categoria, mas, somente enquanto tal, a Jesus Cristo (Sura 5:75, etc.). ISAÍAS NÃO É SEQUER MENCIONADO NO ALCORÃO. Fato que nos leva, já de início neste arrazoado, a uma conclusão óbvia: não é estranho (Melhor dizendo: UM ABSURDO!!!), seus adeptos apelarem para o livro do mais messiânico dentre os profetas do Antigo Testamento? Além de, óbvio, tentar distorcer, conforme veremos, o único versículo que se lhe parece conveniente.
2 - Diferentemente do Alcorão, ISAÍAS É CITADO NOS EVANGELHOS, inclusive por Jesus (Lucas, capítulo 04, etc.; Mateus, capítulos 01, 08 e 12; João, capítulos 01 e 12). E, NO NOVO TESTAMENTO, no Livro dos Atos dos Apóstolos, capítulos Atos 8 e 28; na Carta de Paulo aos Romanos, capítulos 03 e 09; etc.
Por que isso acontece no Novo Testamento e não no Alcorão, há que se perguntar? Maomé (ou quem em verdade escreveu a referida escritura islâmica), tinha uma limitadíssima compreensão da revelação bíblica. Tanto que entendia a doutrina da Trindade de forma errada: para ele, se constituía do Pai, Filho e... Maria (Sura 5:116)! E, embora também reconhecesse a Jesus como o Messias e de nascimento imaculado (Suras 3:45, 19:19, etc.), não tinha Maomé o alcance de quem era o Cristo e do que Este veio fazer. Era, portanto, natural que também desconhecesse a seguinte evidência bíblica: o Messias, quando esteve entre nós, exerceu/exerce, além do ministério profético, os de sacerdote (Carta aos Hebreus) e de rei (Livro do Profeta Zacarias 9:9 / Mateus 21:1-10 / Atos 17;4-7).
3 – E importa, finalmente, compreender que, este último ministério tem, por enquanto, um sentido espiritual, já que os cristãos do mundo inteiro lhes são súditos, reconhecendo a Cristo como o Senhor (1Pedro 2:9 / Apocalipse 1:4-6). Num futuro, que esperamos breve (Apocalipse 6:9-11), irá se materializar o Seu reinado na Terra; antecedido, todavia, por um grande conflito mundial. Tal conflito será protagonizado por Israel e as nações que lhes são inimigas (Mateus 24 / Zacarias 12).
Fica evidente que o islã não tem a percepção correta da pessoa (deídica) e da amplitude dos papeis ministeriais exercido por Jesus. E não há profeta mais messiânico (Tanto no sentido de afirmar a Deidade quanto a obra redentora de Jesus Cristo.) do que Isaías. O Livro do Profeta Isaías, conforme verificaremos, pode até ser considerado (E é comumente conhecido entre os teólogos cristãos.) o “Evangelho” do Antigo Testamento.
.
QUESTÃO 02:
A INTERPRETAÇÃO CORRETA DO TEXTO EM SEUS CONTEXTOS DESMENTE O ISLÃ.
.
I – O TEXTO, No Seu Primeiro Contexto, O PARÁGRAFO:
.

O Senhor trouxe sobre vocês um sono profundo: fechou os olhos de vocês, profetas; cobriu as cabeças de vocês, videntes..
Para vocês toda esta visão não passa de palavras seladas num livro. E se vocês derem o livro a alguém que saiba ler e lhe disserem: "Leia, por favor", ele responderá: "Não posso; está lacrado"..
Ou, se vocês derem o livro a alguém que não saiba ler e lhe disserem: "Leia, por favor", ele responderá: "Não sei ler"..
O Senhor diz: "Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens
.”
(Isaías 29:10-13 / NVI)

.
1 - O TEXTO É DIRIGIDO AO POVO JUDEU e apenas fala da sua condição de cegueira espiritual, em virtude da pecaminosidade, então reinante.
2 - Profeticamente falando, tal condição de cegueira espiritual iria continuar até os dias de Jesus Cristo e dos apóstolos. Tanto que O VERSÍCULO SEGUINTE (29:13) SERIA CITADO POR JESUS, nos Evangelhos (Mateus 15:1-13 / Marcos 7:5-19). E, AO CITAR O VERSÍCULO, JESUS MOSTRA A PROFECIA EM PLENO CUMPRIMENTO, porém, nos seus dias. E Maomé somente iria nascer 500 anos depois.
.
EVANGELHO DE MARCOS 7:5-19:
Perguntaram-lhe, pois, os fariseus e os escribas: Por que não andam os teus discípulos conforme a tradição dos anciãos, mas comem o pão com as mãos por lavar?
Respondeu-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios; o seu coração, porém, está longe de mim; mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. Vós deixais o mandamento de Deus, e vos apegais à tradição dos homens.
Disse-lhes ainda: Bem sabeis rejeitar o mandamento de deus, para guardardes a vossa tradição. Pois Moisés disse: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser ao pai ou à mãe, certamente morrerá. Mas vós dizeis: Se um homem disser a seu pai ou a sua mãe: Aquilo que poderías aproveitar de mim é Corbã, isto é, oferta ao Senhor, não mais lhe permitis fazer coisa alguma por seu pai ou por sua mãe, invalidando assim a palavra de Deus pela vossa tradição que vós transmitistes; também muitas outras coisas semelhantes fazeis.
E chamando a si outra vez a multidão, disse-lhes: Ouvi-me vós todos, e entendei. Nada há fora do homem que, entrando nele, possa contaminá-lo; mas o que sai do homem, isso é que o contamina. [Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça.] Depois, quando deixou a multidão e entrou em casa, os seus discípulos o interrogaram acerca da parábola. Respondeu-lhes ele: Assim também vós estais sem entender? Não compreendeis que tudo o que de fora entra no homem não o pode contaminar, porque não lhe entra no coração, mas no ventre, e é lançado fora?
Assim, declarou puros todos os alimentos.”
.
Na perspectiva teológica das Sagradas Escrituras (Leia-se: Bíblia.), a revelação foi progressiva. Ela tornou-se perfeita com a vinda de Jesus, o Verbo divino (E assim reconhecido até pelo Alcorão.), “expressão exata do seu Ser” e o “resplendor da glória” de Deus (Carta aos Hebreus 1:1-4). Fato que por si somente descarta e refuta ao Alcorão como revelação do Deus bíblico. Logo, não há mesmo como Isaías 29:12 está fazendo referência ao profeta do Islamismo.

3 - O FATO DE JESUS CITAR NÃO ISAÍAS 29:12, MAS, O VERSÍCULO QUE LHE É SEGUINTE, DEMOSNTRA A MENOR IMPORTÂNCIA DO PRIMEIRO, no contexto da revelação divina,através das Sagradas Escrituras:

Ou, se vocês derem o livro a alguém que não saiba ler e lhe disserem: "Leia, por favor", ele responderá: "Não sei ler".
O Senhor diz: "Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens
.” (NVI)

RECAPITULANDO, PARA AMPLIARMOS A QUESTÃO:
Em primeiro lugar: está claro, pela sua correta interpretação, que Isaías 29:12 jamais foi profecia sobre Maomé.
Em segundo: o fato do islã querer apelar para o Livro do Profeta Isaías, supondo haver no mesmo alguma profecia sobre Maomé, já é um ato de flagrante contradição. Afinal, Isaías sequer é citado no Alcorão. E o Islã, em se tratando de Bíblia, não reconhece os Profetas, como Jesus e os apóstolos reconheceram (Lucas 24:13-27 e 44-53 / Atos 3:13-24).
 .
E, por último: a) sabendo-se da importância nenhuma de Maomé nas Sagradas Escrituras; b) mas, que o Islamismo quer forçada e contraditoriamente lhe dar, como sendo o suposto selo da revelação, etc. e etc.; c) não seria até natural Jesus, aproveitar a ocasião em que citou o verso seguinte, para nos fazer saber que Isaías 29:12 fizesse a suposta referência ao profeta do Islamismo???
Tal, porém, não ocorreu.
Há que se perguntar: Por quê?
Porque simplesmente Isaías 29:12 não diz respeito ao Islã e nem ao seu profeta, conforme o texto e todos os seus contexto nos mostram.
.
II – O TEXTO, No Seu SEGUNDO CONTEXTO, O Livro:
Ver as questões seguintes.
.
III – O TEXTO, No Seu TERCEITO CONTEXTO, A Bíblia:
Nas Questões que se seguem, as duas principais doutrinas bíblicas (Deidade e a Redenção, através do Messias.) serão minimamente delineadas. Não apenas levando-se em conta o Livro do Profeta Isaías, mas toda a Escritura Sagrada. E sabendo-se que o Alcorão intentou negar as referidas doutrinas, fica, então, como questionamento o fato de que não pode um mesmo Deus afirmá-las e negá-las ao mesmo tempo. E o teria mesmo feito, através de uma “nova” e suposta revelação, no caso a corânica??? Impossível!
Se o Alcorão e Maomé não corroboram e nem são corroborados (em seus pressupostos) pelas Sagradas Escrituras (Leia-se: Bíblia), não pode tal livro e tal profeta falar pelo mesmo Deus. Logo, o Deus bíblico, como eu demonstro no meu RESPOSTA AO ISLÃ – Vol. 03, terminantemente, não é o mesmo do Alcorão..
.
QUESTÃO 03:
ISAÍAS, escrito cerca de 750 a.C., DESMASCARA COM 1200 ANOS DE ANTEDECEDÊNCIA O ISLAMISMO, no que diz respeito à Crucificação (Morte e ressurreição redentoras.) de Jesus Cristo. E pode tal religião apelar para um livro bíblico, sem considerá-lo naquilo que este a confronta?
.
 A Sura 4:157-158 NEGA A CRUCIFICAÇÃO E A MORTE REDENTORA DE JESUS. E só mesmo no Islã, Jesus, embora seja contraditoriamente reconhecido como o Messias, não é consequentemente Redentor. Para tal religião, a salvação, também contraditoriamente, seria obtida por justiça própria. Apesar da conduta biblicamente abominável do seu profeta entrar flagrante contradição com os próprios pressupostos corânicos (Suras 19:68-73, etc.).
.
SURA 4:157-158:
E por dizerem: Matamos o Messias, Jesus, filho de Maria, o Mensageiro de Deus, embora não sendo, na realidade, certo que o mataram, nem o crucificaram, senão que isso lhes foi simulado. E aqueles que discordam, quanto a isso, estão na dúvida, porque não
possuem conhecimento algum, abstraindo-se tão-somente em conjecturas; porém, o fato é que não o mataram. Outrossim, Deus fê-lo ascender até Ele, porque é Poderoso, Prudentíssimo
.

JÁ NO CAPÍTULO 53 DO LIVRO DO PROFETA ISAÍAS, ESTÁ EXPLICITADO (E apontado profeticamente.) O POR QUÊ DA CRUCIFICAÇÃO:
.
Quem creu em nossa mensagem e a quem foi revelado o braço do Senhor?
Ele cresceu diante dele como um broto tenro, e como uma raiz saída de uma terra seca. Ele não tinha qualquer beleza ou majestade que nos atraísse, nada em sua aparência para que o desejássemos..

Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de tristeza e familiarizado com o sofrimento. Como alguém de quem os homens escondem o rosto, foi desprezado, e nós não o tínhamos em estima.
Certamente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças, contudo nós o consideramos castigado por Deus, por ele atingido e afligido.

.
Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniqüidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados.
Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós
.” (Isaías 53:1-6 / NVI)
Sem comentários.
.
QUESTÃO 04:
DOIS FATOS HISTÓRICOS, exponenciais de uma visão teológica em conflito, DESAUTORIZAM O ISLAMISMO, quanto à utilização do Livro do Profeta Isaías.
.
O PRIMEIRO AFRICANO CONVERTIDO À FÉ CRISTÃ abraçou o Cristianismo autenticamente bíblico, sendo ESCLARECIDO SOBRE ISAÍAS, CAPÍTULO 53. Já o islamismo, expandiu-se pelo norte da África, negando a evidência da Crucificação e obrigando aos cristãos que lá estavam a abandonar a confissão. (E, indo além, daria o Islã início à Escravidão da raça negra, conforme nos informa Don Richardson, num dos artigos do seu Segredos do Alcorão: “Louis Farrakhan, o Islã e a Escravidão”.)
.
LIVRO DOS ATOS DOS APÓSTOLOS 8:26-38:
Mas um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai em direção do sul pelo caminho que desce de Jerusalém a Gaza, o qual está deserto.
E levantou-se e foi; e eis que um etíope, eunuco, mordomo- mor de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros e tinha ido a Jerusalém para adorar, regressava e, sentado no seu carro, lia o profeta Isaías.
Disse o Espírito a Filipe: Chega-te e ajunta-te a esse carro. E correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías, e disse: Entendes, porventura, o que estás lendo?
Ele respondeu: Pois como poderei entender, se alguém não me ensinar? e rogou a Filipe que subisse e com ele se sentasse.
Ora, a passagem da Escritura que estava lendo era esta: Foi levado como a ovelha ao matadouro, e, como está mudo o cordeiro diante do que o tosquia, assim ele não abre a sua boca. Na sua humilhação foi tirado o seu julgamento; quem contará a sua geração? porque a sua vida é tirada da terra.
Respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz isto o profeta? de si mesmo, ou de algum outro? Então Filipe tomou a palavra e, começando por esta escritura, anunciou-lhe a Jesus. E indo eles caminhando, chegaram a um lugar onde havia água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? [E disse Felipe: é lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus.] mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e Filipe o batizou.”
.
Temos, então, a evidência de que VISÕES TEOLÓGICAS OPOSTAS implicaram em dois FATOS HISTÓRICOS, tão distintos quanto antagônicos. E estes, por si mesmos, também confrontam a pretensão islâmica de citar o Livro do Profeta Isaías, sem aceitá-lo por inteiro. E como poderia o Deus que inspirou Isaías 53 e 29:12, ter, também, inspirado a Sura 4:157-158? Como relacionar a conversão voluntária (e o batismo) de um africano à fé cristã com o caráter compulsório da religião de Maomé, não apenas Norte da África, mas onde quer que chegue ao poder?
.

QUESTÃO 05:
CITAR ISAÍAS IMPLICA EM ACEITAR A DEIDADE DE JESUS CRISTO, evidência bíblica e histórica que O ISLÃ OUSA NEGAR.
.
Além de negar a evidência bíblica e histórica da morte e ressurreição de Cristo (Crucificação), o Alcorão também rejeita Sua deidade. Mas, qualquer bom conhecedor das Escrituras Sagradas (Leia-se: Bíblia.) sabe o quanto DEIDADE E REDENÇÃO ESTÃO INTIMAMENTE RELACIONADAS. FATO QUE SE PODE SUSTENTAR, PARTINDO DE UM RACIOCÍNIO TEOLÓGICO SIMPLES, não, porém, simplório: sendo Deus a parte primeiramente ofendida pelos pecados de todos os homens (Salmo 51:1 e 4-5), somente Ele pôde, com o sacrifício de Si mesmo, a todos perdoar. Satisfazendo, desse modo (SACRIFÍCIO SUBSTITUTIVO) a sua própria justiça. Isso está evidenciado nos Evangelhos, em passagens como Marcos 2:1-12, João 5:12-14, etc. E, exponencialmente, explicitado em Atos 20:28 (como em todo o Novo Testamento):
.
Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastoreardes a igreja de Deus, a qual ele (DEUS) comprou com o seu próprio sangue.”
.
MAS O ISLÃ (em sua enganada e enganosa percepção corânica da Crucificação) NÃO TEM CONTRA SI APENAS O CAPÍTULO 53 DO LIVRO DO PROFETA ISAÍAS, porém, todo o contexto bíblico.
E, nesse contexto, cabe enfatizar, se encontram:
1 - O SISTEMA DE SACRIFÍCIOS SUBSTITUTIVOS, observado antes da Lei, por Abel (Gênesis 4:1-4), Noé (8;20), Abraão (15: 7-10 e 17) e Jacó (31:54), etc;
2 – Aquele mesmo Sistema, instituído por MOISÉS e observado NA VIGÊNCIA DA LEI (Êxodo, capítulo 12, todo o Livro de Levítico, etc. e etc.);
3 - O SEU CUMPRIMENTO PROFÉTICO EM JESUS, “o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (Palavras de João Batista, no Evangelho de João, O Apóstolo). ALÉM DO FATO DE SER ESTA A MENSAGEM CENTRAL DOS EVANGELHOS e de todo o Novo Testamento.
E neste, A CARTA AOS HEBREUS TRAZ A INTERPRETAÇÃO DIVINAMENTE INSPIRADA DO SISTEMA DE SACRIFÍCIOS SUBSTITUTIVOS. De forma que, no que diz respeito à Crucificação, O ISLAMISMO (mormente a Sura 4:157-158) JÁ VINHA SENDO DESMENTIDO DESDE A TORÁ. Ou seja, dois mil anos antes da religião de Maomé ser criada, baseada em supostas visões (de que este teria recebido do anjo Gabriel) e em evidentes equívocos teológicos, bíblicos e históricos.
.
E não fica apenas nisso: O ISLÃ AINDA TEM CONTRA SI O FATO DE ISAÍAS MOSTRAR A JESUS CRISTO, O MESSIAS, TAMBÉM COMO DEUS. Evidência essa comprovada nos Evangelhos e proclamada em todo o Novo Testamento.
.
EVANGELHO DE MATEUS 1:20-23 / ISAÍAS 7-14:
E, projetando ele isso, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, pois o que nela se gerou é do Espírito Santo; ela dará à luz um filho, a quem chamarás JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.
Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que fora dito da parte do Senhor pelo profeta: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, o qual será chamado EMANUEL, que traduzido é: Deus conosco.
E José, tendo despertado do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu sua mulher; Mat 1:25 e não a conheceu enquanto ela não deu à luz um filho; e pôs-lhe o nome de JESUS.”
.
LIVRO DO PROFETA ISAÍAS 9:6:
‘‘Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz.’’
.
EVANGELHO DE JOÃO 12:37-43
(em conformação com Isaías 6:1-3 e 8-9-10; João 13:13; e Êxodo 3:15):
.
E embora tivesse operado tantos sinais diante deles, não criam nele; para que se cumprisse a palavra do profeta Isaías: Senhor, quem creu em nossa pregação? e aquem foi revelado o braço do Senhor?
Por isso não podiam crer, porque, como disse ainda Isaías:
Cegou-lhes os olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos e entendam com o coração, e se convertam, e eu os cure.
Estas coisas disse Isaías, porque viu a sua glória, e dele falou.
Contudo, muitos dentre as próprias autoridades creram nele; mas por causa dos fariseus não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga; porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus.”
.
O meu oponente no debate que deu origem a esta obra, ainda que tão bem preparado academicamente, por certo que não sabia das implicações e do ridículo verificados no fato de um islâmico citar Isaías. Por certo que foi ensinado apegar-se a 29:12 (e, quem sabe, mais outras poucas passagens), ignorando-lhe o contexto e as demais escrituras bíblicas. Trata-se de uma forma disseminada de comportamento. O problema é que, não apenas Isaías, mas toda a Escritura Sagrada contraria (e já de antemão desmascarava) as suposições islâmicas. E até mesmo a passagem por ele citada, conforme até aqui temos demonstrado.
 .
QUESTÃO 06:
A COMPREENSÃO DOS ESCRITORES DO NOVO TESTAMENTO DE QUE JESUS É O SENHOR DEUS, QUE FALOU ATRAVÉS DE ISAÍAS, CONFRONTA OS PRESSUPOSTOS CORÂNICOS. E como pode o inspirador de Isaías, a quem o Islã quer recorrer, ser o mesmo autor Alcorão? Livro ao qual refuta com milênios (Livro do Profeta Isaías.) e séculos (Evangelho de João.) de antecedência?
.
NA PRÁTICA:
1 - Livro do Profeta Isaías 6:1-3 e 8-10:
- “No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as orlas do seu manto enchiam o templo.
Ao seu redor havia serafins; cada um tinha seis asas; com duas cobria o rosto, e com duas cobria os pés e com duas voava.
E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, santo, santo é o Senhor dos exércitos; a terra toda está cheia da sua glória.
.
- “Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem irá por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.
Disse, pois, ele: Vai, e dize a este povo: Ouvis, de fato, e não entendeis, e vedes, em verdade, mas não percebeis.
Engorda o coração deste povo, e endurece-lhe os ouvidos, e fecha-lhe os olhos; para que ele não veja com os olhos, e ouça com os ouvidos, e entenda com o coração, e se converta, e seja sarado.”
.
2 – Evangelho de João 12:37-43:
- “E embora tivesse operado tantos sinais diante deles, não criam nele; para que se cumprisse a palavra do profeta Isaías: Senhor, quem creu em nossa pregação? e aquem foi revelado o braço do Senhor? (ISAÍAS 53:1)
Por isso não podiam crer, porque, como disse ainda Isaías:
Cegou-lhes os olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos e entendam com o coração, e se convertam, e eu os cure.
Estas coisas disse Isaías, porque viu a sua glória, e dele falou. Contudo, muitos dentre as próprias autoridades creram nele; mas por causa dos fariseus não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga; porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus.”
.
Isaías 45:22-23 / Carta aos Efésios 2:5-11/ Carta aos Romanos 14:11:
- “Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os confins da terra; porque eu sou Deus, e não há outro.
Por mim mesmo jurei; já saiu da minha boca a palavra de justiça, e não tornará atrás. Diante de mim se dobrará todo joelho, e jurará toda língua.” (Livro do Profeta Isaías 45:22-23)
.
- “Tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Jesus, o qual, subsistindo em forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz.
Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu o nome que é sobre todo nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.” (Carta de Paulo aos Efésios 2:5-11)
 .
- “Porque está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua louvará a Deus.”
(Carta de Paulo aos Romanos 14:11)

QUESTÃO 07.
E AINDA: NA COMPREENSÃO DOS ESCRITORES DO NOVO TESTAMENTO, O SENHOR DEUS QUE INSPIROU E FALOU ATRAVÉS DO PROFETA ISAÍAS É O ESPÍRITO SANTO.
Maomé não se disse inspirado pelo Espírito Santo. Tanto que o próprio Islamismo pressupõe erroneamente ser Maomé o Consolador (Advogado, Conselheiro.). Maomé alega ter recebido o Alcorão de um ser, ao qual supôs ser o anjo Gabriel. E como poderia o inspirador do Livro do Profeta Isaías ser o mesmo que teria dado o Alcorão, diante de tantos pontos doutrinários irreconciliáveis?
.
NA PRÁTICA:
1 - Livro do Profeta Isaías 6:1-3 e 8-10: Já transcrito.

2 - Livro dos Atos dos Apóstolos 28:23-29:
Havendo-lhe eles marcado um dia, muitos foram ter com ele à sua morada, aos quais desde a manhã até a noite explicava com bom testemunho o reino de Deus e procurava persuadí-los acerca de Jesus, tanto pela lei de Moisés como pelos profetas.
Uns criam nas suas palavras, mas outros as rejeitavam.
E estando discordes entre si, retiraram-se, havendo Paulo dito esta palavra: Bem falou o Espírito Santo aos vossos pais pelo profeta Isaías, dizendo: Vai a este povo e dize: Ouvindo, ouvireis, e de maneira nenhuma entendereis; e vendo, vereis, e de maneira nenhuma percebereis.
Porque o coração deste povo se endureceu, e com os ouvidos ouviram tardamente, e fecharam os olhos; para que não vejam com os olhos, nem ouçam com os ouvidos, nem entendam com o coração nem se convertam e eu os cure.
Seja-vos pois notório que esta salvação de Deus é enviada aos gentios, e eles ouvirão. [E, havendo ele dito isto, partiram os judeus, tendo entre si grande contenda.]”


Extraído de "MAOMÉ: PREDITO NA BÍBLIA? O Que Dizem As Sagradas Escrituras".

ATENÇÃO:


O LIVRO COMPLETO está disponibilizado para leitura neste blog. 
IMPORTANTE: Atendendo ao preceito de Jesus Cristo “de graça recebei, de graça daí”, esta obra também vai estar disponibilizada como documento do Google. Observando-se, porém, que a rolagem, quando não no formato comercializado (e-book), é bem deficitária.  A aquisição da mesma, em seu formato e-book, deve também ser vista como uma oferta a este ministério.
.
FORMAS DE AQUISIÇÃO  (MAIS FUTURAMENTE):

1 - FUTURAMENTE:

Através do CLUBE DE AUTORES (www.clubedeautores.com.br) e  algumas outras lojas virtuais.

2 -  PARA O MOMENTO:

ATRAVÉS DE E-MAI, com o envio de oferta, qualquer valor, com comprovante de depósito  para: m.madsaiin.ebook@gmail.com. De brinde o leitor ganhará os três volumes de RESPOSTA AO ISLÃ (O Que Todo Cristão Precisa Saber Sobre O Islamismo & Sobre A Sua Própria Fé).   

Depósito bancário:

Banco: 104 (Caixa Econômica Federal)
Agência: 0087  -  Conta: 26620-1 
Operação: 013
.
IMPORTANTE:
Atendendo ao preceito de Jesus Cristo “de graça recebei, de graça daí”, esta obra já está disponibilizada no blog MISSÃO IMPACTAR e o será também, futuramente, como documento do Google. Observando-se, porém, que a rolagem, quando não no formato comercializado, é bem deficitária.  A aquisição da mesma, em seu formato e-book, deve também ser vista como uma oferta a este ministério.
.
“Pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo.” 2Coríntios 6:10
.
IMPORTANTE 02:
Palestras (Culto de Missões, jovens e senhoras, etc.) e Curso (Aula semanal, duração mínima 03 meses): (31) 9948-6217 (Vivo) ou m.madsaiin.ebook@gmail.com.


Nenhum comentário:

Postar um comentário